Hora 7 Caçador encontra restos mortais de homem desaparecido há 53 anos

Caçador encontra restos mortais de homem desaparecido há 53 anos

Raymond Jones sumiu em região montanhosa de Idaho, nos EUA, no ano de 1968, enquanto caçava cabras pela região

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um caçador encontrou restos mortais de um homem desaparecido há 53 anos nos EUA.
  • Raymond Jones tinha 39 anos à época e sumiu enquanto caçava cabras montanhesas.
  • Tentativas de resgate foram feitas em 1968, mas foram encerradas após a falta de resultados.
  • A ex-esposa do Jones ainda está viva e soube do achado por meio das autoridades locais.
Caçador encontrou restos mortais de homem desaparecido há 53 anos nos EUA

Caçador encontrou restos mortais de homem desaparecido há 53 anos nos EUA

Montagem/R7, com East Idaho News e CCBY/Forest Service Northern Region — 4/8/2011

Um caçador do condado de Lemhi, no estado norte-americano de Idaho, buscava por um atalho próximo ao rio Hayden Creek, quando se deparou com os restos mortais de um homem. Após contatar o xerife local, Steve Penner, uma expedição foi enviada à região e constatou que o corpo pertencia a Raymond Jones, visto pela última vez em 7 de setembro de 1968.

"É bem selvagem, não é?", avaliou a autoridade, "você tem um caçador a procura de um atalho que se depara com outro caçador de 53 anos atrás."

Conforme reportado pelo site EastIdahoNews.com, Raymond Jones tinha 39 anos à época do desaparecimento, registrado enquanto ele caçava cabras montanhesas no perímetro onde os restos mortais foram achados. "Haviam outros caçadores no acampamento [com Jones], mas ele estava sozinho quando sumiu", explicou Penner.

Vale o clique: Promotor de justiça é preso após andar nu e alcoolizado por cidade

No dia seguinte à ausência do homem, Bill Baker, o xerife da época, inicou as buscas pelo caçador. O jornal Recorder Herald relatou que a operação contou até com aeronaves, mas teve que ser cancelada devido a tempestades de neve.

Dias depois, a tentativa de resgatar Jones foi retomada, após a identificação de pegadas no terreno. No entanto, foi encerrada novamente.

Segundo o EastIdahoNews.com, a ex-esposa do caçador ainda está viva e acabou informado sobre o achado. Até o fechamento da matéria, nem ela ou qualquer outro familiar se manifestou publicamente. Caso Jones estivesse vivo hoje, ele teria 92 anos de idade.

Já outro caçador abateu um veado que carregava a cabeça podre de outro veado. Entenda abaixo!

Últimas