Hora 7 Car-jitsu: luta inventada na Rússia é praticada dentro de carros e faz sucesso na internet

Car-jitsu: luta inventada na Rússia é praticada dentro de carros e faz sucesso na internet

Modalidade é praticada desde 2020 e permite até o uso de cinto de segurança e outros itens automotivos durante os embates

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia
  • Um russo inventou um jiu-jítsu praticado dentro de carros e o chamou de car-jitsu

  • Em lutas de dois rounds, os oponentes podem usar qualquer item do veículo para vencer

  • Há até mulheres que praticam a modalidade

  • Até o momento, a luta é praticada apenas na Rússia, mas faz sucesso global na internet

Pode usar cinto de segurança e volante para vencer o adversário

Pode usar cinto de segurança e volante para vencer o adversário

Reprodução/YouTube/Vik Mikheev

Um faixa-preta em jiu-jítsu achou que praticar a luta em um bom tatame não bastava e inventou o car-jitsu, em 2020. Se o nome não é explicativo o suficiente, não custa explicar: é basicamente a luta marcial praticada dentro de carros.

A invenção estranhíssima é do russo Vikentiy Mikheev, que, além de mestre da arte marcial, é lutador de MMA e especialista em judô. Como costuma ocorrer devido à estranheza da iniciativa, a modalidade começou a fazer sucesso na internet e já rendeu diversos vídeos virais.

"Em 2020, surgiu a ideia de criar uma luta competitiva em veículos. Desde outubro de 2020 eu e meus amigos realizamos torneios pequenos de car-jitsu para estudar os aspectos da aplicação do jiu-jítsu em um espaço tão confinado", disse Vikentiy, em entrevista ao site Grappling Insider.

A ideia é subjugar o adversário, inclusive com os itens presentes dentro de carros: cinto de segurança, retrovisor, volante, bancos. Vale tudo para vencer, menos socos, assim como o jiu-jítsu "comum".

Nas regras, os oponentes lutam em dois rounds de 3 minutos cada um e buscam a melhor forma de finalizar o adversário. As lutas começam no banco dianteiro, com cintos afivelados, mas, após o apito inicial, a movimentação é livre, tanto dentro quanto em cima da lataria do carro-ringue.

Se o empate persistir nos dois assaltos, um terceiro round é iniciado no banco de trás do veículo. Se ninguém conseguir nenhuma submissão, a vitória é decidida na sem graça contagem de pontos.

Joelhada na barriga vale 2 pontos, montar vale 4 e controlar o adversário nas costas também garante 4 pontos. Passagens de guarda valem 3 pontos.

Existem até mulheres praticantes da modalidade.

Pelos vídeos, é possível perceber que a chave para a vitória está justamente na movimentação: quanto mais rápido o lutador tenta "escalar" o adversário, maiores as chances de vencer. É o que Vikentiy chama de "uso criativo do ambiente", segundo ele o principal diferencial da modalidade.

Até o momento, o car-jitsu só ultrapassou as fronteiras russas na internet, no canal de YouTube de seu criador e em alguns sites especializados em artes marciais. Todos os praticantes conhecidos são russos.

Em análises sobre a modalidade, alguns jornalistas esportivos e entusiastas de jiu-jítsu afirmam que a estranha modalidade pode ser realmente útil, exigindo dos lutadores pensamento rápido e habilidades de defesa incomuns em ambientes tão fechados.

LEIA ABAIXO: Vergonha! 'Popeye russo' leva surra ridícula em luta de MMA

Últimas