Hora 7 Casal processa vizinho por causa de galo que cacareja 200 vezes ao dia

Casal processa vizinho por causa de galo que cacareja 200 vezes ao dia

'É insuportável', afirma idoso alemão que entrou com ação contra o dono da ave 

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Um casal de idosos perdeu a paciência com o galo de estimação dos vizinhos
  • Segundo eles, a ave cacareja cerca de 200 vezes ao dia
  • Dono do animal defende que a ave tem importância no galinheiro da residência
  • Outro vizinho teve que se mudar do local por não aguentar o barulho
Vizinhos entram em disputa legal na Alemanha por conta de um galo

Vizinhos entram em disputa legal na Alemanha por conta de um galo

Reprodução/Vídeo/Radio New Zealand

Um casal de idosos na Alemanha, cansados de reclamar com os vizinhos sobre o galo de estimação deles, que cacareja mais de 200 vezes por dia, resolveu processá-los para resolver a situação.

Friedrich-Wilhelm, de 76 anos, e a esposa Jutta, alegam não se lembrar da última vez em que viveram um dia silencioso em casa. O culpado? O galo da propriedade ao lado, chamado Magda.

Segundo o casal, a ave mantém uma rotina de cacarejos que começa às oito horas da manhã e só termina quando o sol se põe.

O barulho para apenas de noite, quando os donos de Magda o trancam junto às outras galinhas. Mas, após anos de discussão, sobre a situação incômoda Friedrich e Jutta se cansaram e processaram os vizinhos.

“O vizinho não abre mão do galo e temos que viver com isso ou temos que vencer no tribunal. Não podemos usar o jardim e não podemos abrir nenhuma janela. É insuportável”, afirma Friedrich, em entrevista ao jornal alemão Bild.

“É difícil falar sobre tortura, mas é assim que é”, acrescenta Jutta.

Segundo o advogado do casal, o estilo de vida do galo não combina com o bairro em que eles vivem, e conta ainda que há alguns anos uma família se viu obrigada a mudar também, por conta da barulheira insuportável do animal.

Os cacarejos de Magda chegaram próximo de 80 decibéis, como mostrou um teste feito recentemente. O nível é comparado ao som de um restaurante lotado ou de um engarrafamento de carros em uma avenida.

O dono do galo, chamado Michael, contou à reportagem que Magda tem papel importante no galinheiro montado em casa, pois ele mantém a ordem entre as outras aves.

Um juiz deve ouvir o caso, e após apresentação de acusação e defesa, decidir quem tem razão — e, mais importante, o futuro de Magda.

LEIA ABAIXO: Caçador que se orgulhava de matar animais selvagens é morto a tiros

Últimas