Conhecimento Cientifico Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Alcanos são hidrocarbonetos acíclicos e saturados, formados por cadeias abertas e ligações simples entre moléculas de carbono e hidrogênio. Essa matéria Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Os alcanos são compostos químicos, classificados como hidrocarbonetos por possuírem ligações simples e cadeias abertas. Por conta disso, são acíclicos e saturados, também conhecidos como hidrocarbonetos parafínicos ou parafinas.

De forma geral, os alcanos são formados por átomos de hidrogênio e carbono, onde a ligação entre ambas as moléculas é simples. A fórmula geral que representa o composto é CnH2n +2. Dependendo das condições ambientes, o hidrocarboneto pode se apresentar na fase líquida, sólida ou gasosa.

Como propriedade principal, os alcanos são responsáveis por formar o gás natural e o petróleo, por exemplo. Além disso, se constituem como importantes combustíveis, muito utilizados no dia a dia, como a gasolina e o gás de cozinha.

Propriedades dos alcanos

Os alcanos são hidrocarbonetos saturados e acíclicos, também conhecidos como parafinas ou hidrocarbonetos parafínicos. Ou seja, isso significa que o composto possui apenas átomos de hidrogênio e carbono, além de ligações simples entre os carbonos e cadeia aberta.

Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Conhecimento Científico
Estrutura molecular dos Alcanos.

Por conta da polaridade das moléculas, os alcanos possuem pouca afinidade com reativos. Com isso, as reações químicas envolvendo compostos diferentes ocorrem com maior dificuldade. Neste caso, para que as reações sejam feitas, são utilizados meios como catalizadores, altas temperaturas, luz ultravioleta, etc.

Dentre todos os tipos de alcanos, o mais comum é o metano, também conhecido como gás natural, gás dos pântanos e biogás. Nesse sentido, a principal fonte do metano são jazidos de petróleo, regiões pantanosas, bem como pela decomposição de material orgânico.

Apesar do metano ser o tipo de alcano mais comum, o composto também faz parte do dia a dia por meio de combustíveis. Isso porque, os alcanos estão presentes nos derivados do petróleo, como o óleo diesel e a gasolina, além do isqueiro que contém butano em sua composição como gás combustível.

Características

Basicamente, os alcanos, assim como os demais hidrocarbonetos, possuem características específicas, como:

Polaridade elevada e pouca reatividade com outros compostos; São incolores; Odor de petróleo; Não se dissolvem em água; Solúveis em éter, álcool e benzeno, pois são solventes orgânicos; A massa molecular do composto faz com o que os pontos de fusão, ebulição e densidade aumentem.

Nomenclatura dos alcanos

Em síntese, a nomenclatura do hidrocarboneto alcano é formada por prefixo + infixo + sufixo, assim como acontece com os demais hidrocarbonetos. Neste caso, o prefixo representa a quantidade de carbonos localizados na cadeia principal.

Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos

Conhecimento Científico
Cola da Web

Por outro lado, o infixo, representado pelo termo “an”, simboliza as ligações simples. Por fim, o sufixo é representado pela letra “o” e indica qual o tipo de hidrocarboneto o composto faz parte. Além disso, para identificar se um composto é alcano, basta reparar na terminação “ano”. Por exemplo:

Metano – CH4; Etano – C2H6; Propano – C3H8; Butano – C4H10.

Dessa forma, quando a terminação dos alcanos sofre alteração, são classificados como alcanos ramificados. Assim, as ramificações ocorrem, de maneira simples, ao se retirar um átomo de hidrogênio da cadeia carbônica.

Logo, quando ocorre a mudança, ao invés da terminação “ano”, os alcanos ramificados possuem “il” ou “ila”. Por conta disso, são também chamados de radicais alquilos. Por exemplo:

Metil (CH3) – metano com um átomo de hidrogênio retirado; Etil (CH2 — CH3) – etano sem a presença de um átomo de hidrogênio.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é o Princípio da Incerteza e quais são as Leis da Termodinâmica.

Fontes: Toda Matéria, Manual da Química e Brasil Escola 

Imagens: BGS Equipamentos, Maestro Virtuale e Cola da Web 

Essa matéria Alcanos, o que são? Definição, principais características e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas