Caleidoscópio – O que é, origem, como funciona e como reproduzir

Alguma vez na vida você já ouviu falar em caleidoscópio? Se já, você sabe o que é e como funciona? Clique aqui e saiba tudo sobre esse jogo.

Podemos considerar a história do caleidoscópio mais antiga que a história do homem.

O Caleidoscópio é um jogo de imagens simétricas e de reflexão por ser montado com peças coloridas e espelhos. O desenho que se forma deve ser apreciado com delicadeza porque, ao menor movimento, irá se desfazer e a probabilidade matemática de se repetir é praticamente nula.

Foi inventado pelo físico inglês David Brewester e era usado no século XIX para definir padrão na indústria têxtil ou para fazer vitrais nas igrejas.

O que é o caleidoscópio e como funciona?

Caleidoscópio ou calidoscópio, é derivado de três palavras gregas: καλός – kalos = belo/bonito, είδος – eidos = imagem/figura, eσκοπέω – scopeο = olhar/observar. Ou seja, significa “vejo belas imagens”.

É um instrumento óptico de formato cilíndrico, de cartão ou de metal, com o fundo de vidro opaco e, no seu interior, são colocados pequenos fragmentos coloridos e três ou quatro espelhinhos, formando um prisma.

Portanto, ao colocarmos o caleidoscópio diante da luz e observarmos o interior do tubo, através de um furo feito na tampa, rolando o objeto lentamente, assistimos a belos e agradáveis efeitos visuais. Desse modo, a cada movimento formam-se combinações Acervo das Autoras variadas de desenhos simétricos e sempre diferentes. Isso ocorre por causa do reflexo da luz exterior nos pequenos espelhos inclinados que se multiplicam e mudam de lugar.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Tipo de imagem que o caleidoscópio pode proporcionar.
Fonte: Epoch Times

Origem do caleidoscópio

O caleidoscópio foi inventado na Inglaterra, em 1817 pelo físico escocês Dawid Brewster (1781-1868). Sendo assim, cerca de doze ou dezesseis meses mais tarde o brinquedo já era conhecido em várias partes do mundo.

O objeto inventado pelo cientista era um tubo com pequenos pedaços de vidro colorido e três espelhos que formavam um ângulo de 45 a 60 graus entre si. Portanto, os fragmentos de vidro refletiam-se nos espelhos, cujos reflexos simétricos, provocados pela luz, criavam as coloridas imagens.

Contudo, afirma-se que no século XVII ele já existia. Conta-se que, na época, um rico francês o adquiriu Acervo das autoras por 20.000 francos. Assim, era feito com pérolas e gemas preciosas ao invés de pedaços de vidro colorido.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Fonte: DHGate.com

Atualmente o caleidoscópio é formado por um pequeno tubo, no fundo do qual há pedaços coloridos de vidro ou de outro material e três espelhos dispostos de tal forma que, ao se movimentar o tubo, visualizam-se diferentes figuras coloridas em imagens multiplicadas que se formam em arranjos simétricos. Sendo assim, estes espelhos podem ser dispostos em ângulos diferentes: a 45°, cada um dos três espelhos forma oito imagens duplicadas; a 60°, forma seis imagens e a 90°, forma quatro imagens.

Além disso, hoje em dia existem os caleidoscópios digitais, ou seja, através de programas de computador podemos formar figuras semelhantes às infinitas figuras obtidas no brinquedo. A brincadeira com os formatos geométricos e cores é realmente sem fim.

Embora o caleidoscópio tenha sido inventado para fins de estudo científico, durante muito tempo este objeto foi visto apenas como um brinquedo divertido. Hoje, o caleidoscópio é utilizado para fornecer padrões de desenho geométrico.

Como fazer um caleidoscópio?

É muito fácil fazer um caleidoscópio caseiro. Sendo assim, a seguir vamos mostrar o que é preciso e como montar. Material necessário:

Um tubo circular de papelão, plástico ou metal; Papel para forrar o tubo, ou tinta (papel de presente, papel brilhante…); 3 ou 4 retângulos para formar um prisma (cortar os retângulos do tamanho adequado de acordo com o diâmetro e comprimento do rolo escolhido); Pedras coloridas (miçangas, paetês, vidrilhos, canutilhos, lantejoulas, acrílico ou vidro colorido); Uma caixinha transparente maior do que o diâmetro do tubo para colocar as pedras coloridas escolhidas; 1 folha de papel transparente para servir de retroprojetor; Tampinha (pode ser de chá verde, gatorade, refrigerante…).
Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Materiais necessários para montar um caleidoscópio em casa.
Fonte: Agencema

Em seguida, vamos para o modo de preparo:

Com as placas cortadas, monte o prisma, recomenda-se que não tenha espaço entre as placas, pois caso isso ocorra, os desenhos pode conter falhas; Revista ou pinte o tubo, e decore do jeito que achar melhor; Coloque o prisma dentro do tubo; Recorte na folha do retroprojetor, um círculo do tamanho do diâmetro do tubo; Recorte o fundo da tampinha escolhida; Coloque o círculo recortado no tubo, e prenda-o com a tampinha cortada; Do outro lado, grude a caixinha no tubo.

Portanto, agora que você aprendeu tudo sobre caleidoscópio, monte o seu e se divirta vendo as belas imagens que esse brinquedo pode proporcionar.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Resultado final de como ficaria um caleidoscópio.
Fonte: Catalogo da China

Gostou dessa matéria? Que tal agora você conhecer um pouco mais sobre as possíveis Formas Geométricas.

Fontes: Explicatorium, Estudo Prático, InfoEscola

Fonte Imagem Destaque: Verdade Seminua

Essa matéria Caleidoscópio – O que é, origem, como funciona e como reproduzir foi criada pelo site Conhecimento Científico.