Conhecimento Cientifico Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação

Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação

Câmera escura é um experimento que gera imagens, sendo considerado como o precursor da fotografia. Sua origem se encontra no século XIX. Essa matéria Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação foi criada pelo site Conhecimento Científico.

A câmera escura é um experimento que reúne um dispositivo em formato cúbico ou de caixa, que possui um pequeno furo em uma das suas paredes, que são opacas. Esta câmera é considerada como a precursora da fotografia, por exemplo.

Todavia, sua origem é rodeada de curiosidades. Inventada no século XIX, alguns estudos apontam para a sua descoberta já na Antiguidade. Aristóteles a usava para observar os astros, assim como Leonardo da Vinci, no Renascimento, escrevia sobre o mecanismo de capturar imagens.

Entretanto, seu funcionamento tem explicação na física e no princípio de propagação retilínea da luz. É assim que os raios de luz atingem o objeto em observação e passam pelo orifício da câmera, projetando-o na parede paralela ao furo.

Câmera escura e sua origem

A câmera escura foi desenvolvida de fato no século XIX, e funcionou como a precursora da fotografia. Entretanto, relatos do uso deste dispositivo nos levam à Antiguidade, com o filósofo grego Aristóteles e o uso da câmara para observações astronômicas.

No século XI, o árabe Ibn al-Haitham se referiu à câmara para observação de um eclipse solar. Mais tarde, no século XIV, a câmara escura era usada por alguns artistas como auxiliar em desenhos e pinturas.

Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação

Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação

Conhecimento Científico
Medium.

Em seguida foi a vez de Leonardo da Vinci escrever sobre o mecanismo usado na captura de imagens. Posteriormente (séc. XVII), o experimento ganhou um sistema óptico, que tinha como objetivo melhorar a qualidade das imagens capturadas.

Em 1550, o físico italiano, Girolamo Cardano, desenvolveu o mecanismo de uso de lentes. Todavia, ele utilizou lentes biconvexas para formar uma imagem mais nítida e clara. Isso só era possível antes, visto que a qualidade da imagem se relacionava com o tamanho do orifício na câmera escura, no entanto as imagens saíam escurecidas.

Com o passar do tempo, vários modelos de câmeras escuras foram produzidos pelo mundo, das enormes às pequenas. Atualmente existem alguns exemplares, sendo possível vê-los em locais como África do Sul, Estados Unidos e no Museu da Vida, da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

Funcionamento da câmera escura

A câmera escura funciona quando um objeto iluminado ou com luz própria é colocado à frente do dispositivo, formando em uma de suas paredes uma imagem invertida semelhante a este objeto.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Funcionamento de uma câmera escura.

Todavia, os raios de luz no sentido do objeto para a câmera se tornam referências para o cálculo de grandezas como a altura do objeto, a altura da imagem, a distância entre o objeto e a câmera e o comprimento da câmera escura.

Equação

Ao colocarmos um objeto AB na frente do orifício da câmera escura, é gerada uma imagem, que podemos chamar de A’ B’, no fundo da câmera. Todavia, essa imagem é menor que a original.

Nesse sentido, a semelhança criada entre os triângulos ABO e A’B’O forma a seguinte equação:

AB/(A^’ B^’ ) = p’/p

Então, o que achou da matéria? Se gostou, leia também: Fractal, o que é? Definição, contexto histórico, estudos e exemplos.

Fontes: Brasil Escola, Info Escola, Mundo Educação, Todo Estudo

Imagens: Medium, Super Prof, Doc Player

Essa matéria Câmera escura, o que é? Origem, funcionamento e equação foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas