Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo é definido como a forma de dominação por potências europeias com o objetivo de expansão territorial e controle político.

De forma geral, colonialismo se refere à prática de dominação sobre algum território. Ou seja, é um meio utilizado por grandes potências para exercer domínio político, econômico ou cultural sobre alguma nação. Dessa forma, utilizam esse mecanismo para explorar as riquezas ou com o intuito de expandir território.

Visto isso, as terras dominadas são exploradas e os habitantes perdem, na maioria das vezes, direitos políticos e bem materiais. Dessa forma, a potência exploradora consegue se fixar no território explorado e, assim, extrair as riquezas naturais que a região oferece.

Em síntese, as ações colonialistas estiveram presentes no mundo entre 1500 e 1900. Sendo que, parte do processo foi realizado por potências europeias que colonializaram territórios, principalmente, na África e Ásia. Parte das ações envolveram pressão diplomática, invasão forçada, além de agressões por parte dos europeus.

Como exemplo desse processo podemos citar o Brasil, descoberto por colonizadores que estavam em expedição marítima até a Ásia. Após a chegada dos colonizadores, as riquezas naturais foram exploradas, os habitantes que viviam na região foram forçados ao trabalho, além da criação de colônias portuguesas no país.

Mas afinal, qual a origem do sistema colonial? Não se preocupe, vamos explicar!

A origem do colonialismo

A definição de colonialismo teve início com os romamos. Ou seja, utilizavam o termo para se referir as comunidades rurais que não estavam dentro do território. Entretanto, o termo atualmente se refere à dominação política, econômica e cultural sobre algum território.

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Conhecimento Científico
O uso da mão de obra indígena escravizada era uma prática comum na Amazônia colonial. Fonte: História do Mundo

Em síntese, a palava “colônia” vem do latim “colonia” que significa “um lugar para a agricultura”. Portanto, o termo colonialismo é utilizado como forma de diferenciar as práticas colonias de outros tipos de expansionismo, por exemplo.

Visto isso, o sentido atual do termo entrou em vigor quando as potências europeias iniciam o que ficou conhecido como a “Era dos Descobrimentos”. Como exemplo podemos citar Portugal e Espanha que “descobriram” as terras do continente americano durante as expedições marítimas.

Após o descobrimento, os colonizadores anexaram as terras como território dos impérios. Além disso, exploraram os recursos naturais e estabeleceram colônias como forma de expandir o controle. Nesse sentido, as práticas de dominação e expansão territorial é o que diferencia o colonialismo de outros tipos de expansionismo.

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Conhecimento Científico
Capa do Diretório dos Índios de 1758, medida de regulação do trabalho indígena. Fonte: História do Mundo

Em outras regiões do mundo, potências como França, Grã-Bretanha e Alemanha também criaram colônias, principalmente nas terras africanas e asiáticas. Assim, a França criou o império colonial francês, enquanto a Grã-Bretanha iniciou o império britânia e Alemanha o império holandês.

Imperialismo, o que é? Definição, ações imperialistas e consequências

×

Tipos de colonialismo

O processo de colonialismo pode ser dividido em dois tipos principais: o colonialismo colonizador e o colonialismo de exploração. O que diferencia um processo do outro são os motivos que levaram as potências à fixarem territórios externos.

Portanto, o colonialismo colonizador – também chamado de colônias de povoamento – se refere à locomoção em massa de colonos para as terras colonizadas, como ocorreu no Brasil.

Ou seja, é o processo realizado com objetivo político, econômico ou religioso. Por outro lado, o colonialismo de exploração estava focado em obter matéria prima para as indústrias do império.

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Conhecimento Científico
Em 1914, a maior parte dos países do mundo havia sido colonizada pela Europa. Fonte: Tricurioso

Por conta do processo de exploração de matéria prima, algumas países ainda sofrem com as consequências da colonização. Isso porque, os recursos foram tirados das terras ocasionando, por exemplo, em problemas sociais e econômicos. Prova disso são os países latinos que sofrem com questões socieconômicas. Enquanto isso, as potências exploradoras são hoje as principais potências mundias.

Imperialismo X Colonialismo

Certamente, pode haver confusão quando se trata dos termos imperialismo e colonialismo. Isso porque, a definição de ambos se assemelha em alguns aspectos. Entretanto, foram ações que ocorreram em contextos, motivações e territórios diferentes.

Ou seja, o colonialismo foi a ocupação territorial com o objetivo de formar colônias na América e na África. Além disso, foram ações feitas por potências europeias como Portugal, Espanha, França e Espanha, por exemplo, durante os séculos XIV e XVII.

Por outro lado, o imperialismo está relacionado à expansão territorial durante os séculos XIX e XX. As ações imperialistas foram realizadas por potências europeias, além do Japão e Estados Unidos. Assim, o objetivo era dominar terras nas Américas, África e Ásia.

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Conhecimento Científico
Tabela de diferenças entre Colonialismo e Imperialismo. Fonte: Escola Educação

Nesse sentido, o imperialismo ocorreu durante a Segunda Revolução Industrial. Ou seja, com a grande demanda de matéria prima para as indústrias os países europeus foram em busca de recursos externos. Assim, buscaram territórios onde pudessem extrair matéria prima, além de mão de obra barata. Aqui, o foco principal dos países europeus era a África e Ásia.

Enquanto isso, o colonialismo buscava dominar os territórios de forma direta. Assim, podiam exercer controle sobre a economia, política e cultura nas terras conquistadas. Neste caso, as ações coloniais tinham como contexto o mercantilismo e o absolutismo. Além disso, o objetivo era controle das terras e exploração.

Efeitos do colonialismo

O colonialismo deixou aspectos positivos e negativos em relação às potências coloniais. Em relação às potências imperialistas, e economia se fortaleceu por conta da matéria prima extraída das colônias. Assim, as indústrias cresceram e se expandiram.

Entretanto, a disputa por territórios durante os processos colonialistas geraram guerras, conflitos culturais e religiosos. Prova disso foi o Japão que tentou expandir território e, como uma das consequências, resultou na Segunda Guerra Mundial.

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características

Conhecimento Científico
Alguns países ainda sofrem com os efeitos das ações colonialistas. Fonte: Slide Share

Além disso, a colonização desestruturou os povos indígenas que habitavam as terras antes das ações colonialistas. Nesse sentido, diversas tribos foram destruídas, além da cultura e religião. Outro ponto negativo foi a propagação de doenças trazidas pelos colonizadores. As doenças causaram epidemias e grande número de mortes.

O que achou da matéria? Se gostou, aproveita para conferir mais temas aqui no site como, por exemplo, como se caracteriza o Feudalismo e quais foram as determinações da Lei Eusébio de Queiroz.

Fontes: Info Escola, Toda Matéria, Escola Educação e Educa mais Brasil

Fonte imagem destaque: Tricurioso

Essa matéria Colonialismo, o que é? Definição, origem, colônias e características foi criada pelo site Conhecimento Científico.