Conhecimento Cientifico Compostos orgânicos, o que são? Definição, classes e propriedades

Compostos orgânicos, o que são? Definição, classes e propriedades

Compostos orgânicos são moléculas de carbono ligados entre si ou a outros elementos químicos. Atualmente, existem milhares desses compostos. Essa matéria Compostos orgânicos, o que são? Definição, classes e propriedades foi criada pelo site Conhecimento Científico.

A princípio, a humanidade pensou que os compostos orgânicos eram apenas produzidos por seres vivos, como plantas e animais. Já os compostos inorgânicos, pensavam ser produzidos por rochas e minérios.

Todavia, os compostos orgânicos podem ser naturais, ou seja; aqueles produzidos pela natureza ao passar do tempo – e o maior exemplo é o petróleo, assim como podem ser compostos orgânicos sintéticos – criados em laboratórios (plásticos, medicamentos e outros).

Dessa forma, a criação em laboratório de uma substância orgânica a partir de outra inorgânica dividiu a Química em duas: a Química Orgânica, que passou a ser o estudo dos compostos de carbono e a Química Inorgânica, responsável pelos outros elementos químicos.

O que são compostos orgânicos?

Antes de mais nada, a expressão teve origem há cerca de 200 anos e era usada a fim de identificar compostos que eram produzidos por organismos vivos.

Contudo, sabe-se que hoje em dia alguns compostos orgânicos podem ser sintetizados em laboratórios, criando uma outra categoria de compostos orgânicos, além da original.

átomos de carbono

átomos de carbono

Conhecimento Científico
Átomos de carbono e suas ligações

Todavia, compostos orgânicos são considerados como aqueles formados por carbono, independente de terem sido sintetizados por organismos vivos ou não.

A princípio, elementos como oxigênio, nitrogênio, enxofre, fósforo, cloro, bromo e iodo formam as cadeias carbônicas, que se apresentam bastante estáveis e variam desde duas até centenas de átomos de carbono.

Classificações e funções

Em primeiro lugar, os átomos das cadeias carbônicas se unem por ligações covalentes, dando origem às moléculas orgânicas. Por sua vez, estas são divididas em funções orgânicas e agrupam compostos de mesmas características.

Contudo, estas classes funcionais são divididas em hidrocarbonetos, álcoois, aldeídos, cetonas, ácidos carboxílicos, éteres, ésteres, aminas, amidas, haletos orgânicos, fenóis e nitrilas, por exemplo.

cadeias de carbono

cadeias de carbono

Conhecimento Científico
Saber Enem

Propriedades

Átomos de carbono se unem e formam as cadeias carbônicas. Por sua vez, cada átomo pode realizar quatro ligações covalentes, dando origem a milhares de compostos orgânicos. Como resultado disso, suas propriedades são a combustibilidade, a polaridade e a solubilidade, que se explicam da seguinte maneira:

1.Combustibilidade: tudo aquilo que sofre combustão tem carbono em sua composição. Exemplo: madeira queimada em fornos resultava em argila e cerâmica.

2.Polaridade: moléculas com outros elementos químicos, tais como oxigênio ou nitrogênio apresentam polaridade, uma grande diferença de eletronegatividade.

éter composto orgânico

éter composto orgânico

Conhecimento Científico
Éter

3.Solubilidade: capacidade dos compostos orgânicos se tornarem solúveis em água. Geralmente moléculas orgânicas polares são solúveis, como açúcar e vinagre. Por sua vez, moléculas apolares são solúveis em solventes orgânicos, como é o caso da graxa e da gasolina.

O que achou da matéria? Se gostou, leia também: Isótopos, o que são? Definição, principais características e exemplos.

Fontes: Toda Matéria, Info Escola, Brasil Escola

Imagens: Aancart, CDQ, Chemical Risk, Stoodi

Essa matéria Compostos orgânicos, o que são? Definição, classes e propriedades foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas