Conhecimento Cientifico Estrutura das palavras – O que é, como são formadas e exemplos

Estrutura das palavras – O que é, como são formadas e exemplos

A estrutura das palavras é composta por unidades mínimos que possuem significado. Estas unidades mínimas são chamadas de morfemas. Essa matéria Estrutura das palavras – O que é, como são formadas e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Você já parou para pensar como as palavras são formadas? É fato que, diariamente, as utilizamos para formar textos, nos comunicar verbalmente, e tantos outros exemplos. Mas você sabe qual a estrutura das palavras?

Bem, uma palavra em si é formada por unidades mínimas que, quando unidas com outras unidades, possuem significado. Estas unidades mínimas são chamadas de morfemas ou elementos mórficos. 

Os morfemas, por sua vez, se constituem como as menores unidades da palavra que dão significado ao todo e, consequentemente, formam a estrutura da palavra. Como morfemas, temos a raiz, o radical, a desinência, o tema e a vogal temática, por exemplo. 

Portanto, estudar os morfemas é compreender como ocorre a formação e a estrutura das palavras. 

Estrutura das palavras

A estrutura das palavras só pode ser compreendida quando adentramos nos conhecimentos do que é morfema. Isso porque os morfemas são as unidades mínimas que dão formação às palavras que utilizamos para escrever e nos comunicar. 

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Conhecimento Científico
Várias Estruturas

Assim, as menores unidades de elementos que dão formação às palavras são a raiz, radical, o tema, os afixos, as desinências, vogal temática, vogal de ligação e consoante de ligação. 

Raiz

A raiz, na estrutura das palavras, representa o principal elemento que dá origem à palavra em si, ou seja, é a sua parte básica. Nesse sentido, a raiz contém o significado do termo, que pode sofrer alterações, sendo portanto passível de complemento. 

Algumas palavras possuem a mesma raiz, quando estas fazem parte da mesma família etimológica. Por exemplo: 

carr– raiz nominal de carro. noc– raiz nominal de nocivo. 

Desinência

Na língua portuguesa, a desinência possui duas classificações. Sendo assim, ela pode ser nominal ou verbal. 

Na desinência nominal, o gênero (masculino/feminino) e o número (singular/plural) dos substantivos, adjetivos e determinados pronomes são indicados na estrutura das palavras. Por exemplo: noss-os, mania-s, absurd-as.

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Conhecimento Científico
Social Bauru

Já na desinência verbal, são indicados a pessoa (1ª, 2ª e 3ª), o tempo e modo (indicativo…., presente…), bem como o número (singular/plural) das palavras.

Por exemplo, na palavra cantássemos, temos o cant como radical, o á como vogal temática, sse como desinência que determina o tempo imperfeito e o modo subjuntivo e, por fim, mos que marca a desinência da 1ª pessoa do plural.

Vogal temática

Na estrutura das palavras, a vogal temática representa a ligação entre o radical e a desinência. Assim como na desinência, as vogais temáticas também apresentam classificações, podendo ser nominais ou verbais. 

As vogais temáticas nominais (–a, -e e –o) são aquelas que servem como átonas finais, ou seja, ligam as desinências que indicam o plural das palavras, como escolas, dentes, livros. Neste casos, quando os nomes são terminados em vogais tônicas, não há presença de vogal temática, como no caso de cipó, café, caju e saci. 

Já as vogais temáticas verbais (–a, -e e –i) são aquelas que classificam as conjunções, que podem ser de três grupos de verbos. Nesse sentido, os verbos terminados com a vogal temática -a fazem parte da primeira conjugação. 

Já as vogais temáticas terminadas com -e integram o grupo da segunda conjunção, enquanto que as vogais temáticas -i, fazem parte da terceira conjugação. 

Estrutura das palavras – afixos

Os afixos, que podem ser divididos em prefixos ou sufixos, são os morfemas que alteram o significado da palavra, podendo ser acrescentados antes ou depois do radical. 

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Estrutura das palavras - O que é, como são formadas e exemplos

Conhecimento Científico
Brasil Escola

Os prefixos são morfemas que vem antes do radical, como impossível, desleal. Já os sufixos são acrescentados após o radical, por exemplo: lealdade, felizmente.

Vogais ou consoantes de ligação

As vogais ou consoantes de ligação servem para facilitar a pronúncia das palavras, sendo utilizados entre um morfema e outro de forma leve. Por exemplo: maresia e bananeira / cafeteira e chaleira.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também: Figuras de linguagem – Definição, principais tipos e exemplos

Fontes: Mundo Educação, Toda Matéria, Só Português e Info Escola 

Imagens: Notícias Concursos, Várias Estruturas, Social Bauru e Brasil Escola 

Essa matéria Estrutura das palavras – O que é, como são formadas e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas