Conhecimento Cientifico Fases da Revolução Industrial – História e principais características

Fases da Revolução Industrial – História e principais características

As fases da Revolução Industrial vêm acompanhando e interferindo na formação sociocultural e na história do mundo desde o século XVIII. Essa matéria Fases da Revolução Industrial – História e principais características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Estendendo-se do século XVIII até os dias atuais, as fases da Revolução Industrial tiveram início na Inglaterra e hoje influenciam o mundo. Esse processo está em constante reformulação e envolve o espaço físico e social. Ao passo que essa marcha capitalista trouxe muitos avanços, cada um deles teve seu preço.

Se por um lado o progresso industrial trouxe consigo inovações tecnológicas, comunicacionais e medicinais, por outro ela amplificou as desigualdades sociais. No entanto, é difícil imaginar onde estaríamos hoje se a história não tivesse passado por esse processo. Aliás, ainda está passando.

Sendo assim, logo abaixo estão detalhadas as principais características das três (ou quatro, dependendo da perspectiva) fases da Revolução Industrial.

Primeira Revolução Industrial

Iniciada na segunda metade do século XVIII, a Primeira Revolução Industrial durou um século, até o ano de 1850. Ao passo que sua principal característica é a transição da produção artesanal para a industrial, as máquinas desempenharam um papel essencial nessa fase e propiciaram um progresso em diversas outras áreas.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
A Primeira Revolução Industrial foi marcada pelo primeiro contato da população inglesa com o maquinário industrial

Visto que a mecanização do campo resultou em um êxodo rural, a população das cidades cresceu de forma abundante. Sendo assim, além da disponibilidade de mão-de-obra, a burguesia viu ali uma amplificação do seu mercado consumidor. Aliás, a classe burguesa foi a mais favorecida nesse processo todo.

Enquanto a burguesia contava com os recursos, a classe operária era marcada por diversas necessidades. Logo, deu-se início a um ciclo de exploração nas fábricas. Homens, mulheres e até mesmo crianças passavam de doze a dezesseis horas por dia, trabalhando ininterruptamente em situações insalubres.

No entanto, além da ampliação das desigualdades sociais, a Primeira Revolução Industrial serviu como palco para diversas outras transformações. A época em questão foi marcada por grandes avanços científicos e técnicos resultantes da expansão industrial.

Principais características

Sendo assim, dentre as principais características da Primeira Fase da Revolução Industrial podemos citar:

êxodo rural e macrocefalia urbana; passagem da manufatura para a produção em larga escala; invenção de novas tecnologias como a máquina de fiar, o tear mecânico e a máquina de vapor; utilização do carvão mineral com principal combustível para as máquinas; expansão das indústrias têxteis, metalúrgicas, siderúrgicas e de transportes; investimento em produtos químicos, ferrovias e navios a vapor; o aumento populacional impulsionou o ramo da construção civil; ampliação do comércio internacional, do mercado consumidor e desenvolvimento do liberalismo econômico.

É importante frisar que, como teve seu início na Inglaterra, a Revolução Industrial transformou Londres na maior potência econômica e industrial da época. Posteriormente, esse sistema foi adotado por outros países europeus e pelos Estados Unidos.

Contudo, a nível mundial, a Primeira Revolução Industrial ampliou ainda mais o distanciamento entre países. Enquanto as nações industrializadas se tornaram Países de Primeiro Mundo, os fornecedores de matérias-primas, que não passaram pela industrialização de imediato, foram denominados Países de Terceiro Mundo.

Segunda Revolução Industrial

Assim que a Primeira Fase da Revolução Industrial chegou ao fim, a segunda teve início. Isso significa que a mesma se estendeu por outro século de 1850 até 1950. Em suma, a Segunda Revolução Industrial serviu para aperfeiçoar os elementos desenvolvidos na primeira.

Fases da Revolução Industrial - História e principais características

Fases da Revolução Industrial - História e principais características

Conhecimento Científico
Uma grande característica da Segunda Revolução Industrial foi a adoção das linhas de produção nas fábricas

Logo, a indústria, meios de comunicação, transportes e medicina tiveram um grande avanço. Enquanto trens e navios a vapor marcaram a primeira fase, nessa nova etapa grandes embarcações de aço, automóveis e aviões se tornaram destaque. Além disso, a energia elétrica e o enlatamento de alimentos foram marcos da época.

Antes polarizado na Inglaterra, agora o progresso se expandia para países como França e Alemanha. Todavia, apesar do progresso e evolução do conforto humano, as condições dos trabalhadores se tornaram ainda mais precárias. Além das longas jornadas de trabalho a remuneração era baixa. Deu-se início à luta por direitos trabalhistas.

Outro detalhe importante na Segunda Revolução Industrial foi a substituição do carvão mineral como principal fonte de energia. O petróleo passou a servir tanto como combustível quanto para a produção de materiais derivados, como o plástico.

Principais características

Dessa forma, dentre as principais características da Segunda Fase da Revolução Industrial podemos citar:

o desenvolvimento dos meios de comunicação como: telégrafo, telefone, televisão, cinema e rádio; utilização da eletricidade como principal recurso; invenção da refrigeração mecânica e da lâmpada incandescente; significativos avanços medicinais e químicos originaram vacinas e antibióticos; os automóveis lotaram os centros urbanos, sendo usados tanto para transporte particular quando de cargas; expansão da malha rodoviária mundial; avanços nos processos de utilização do aço auxiliaram a construção civil, principalmente na construção de pontes e trilhos de ferrovias; produção em massa através da linha de produção nas fábricas.

Uma novidade da Segunda Revolução Industrial em relação à primeira foi a implementação do fordismo e do taylorismo. Ambos modelos revolucionaram o sistema de produção nas fábricas. Caracterizados pelas famosas esteiras rolantes, esses processos dinamizavam e otimizavam o trabalho, barateando o custo de produção.

Essa segunda etapa trouxe mudanças e invenções que revolucionaram o sistema industrial. Dessa forma, um novo panorama foi adotado pela sociedade, o denominado Capitalismo Industrial ou Industrialismo. Como resultado da produção em massa, surgiu a expressão “tempo é dinheiro”.

Terceira Revolução Industrial

Por fim, a Terceira Revolução Industrial teve início em 1950 e se estende até a atualidade. Visto que a mesma teve o século XX como cenário, eventos como a Guerra Fria e a viagem do homem à Lua são alguns dos exemplos resultados pelos avanços científicos e tecnológicos desse período.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
A Terceira Revolução Industrial é associada à digitalização dos dados após a invenção do primeiro computador

No contexto histórico, com o fim da disputa ideológica entre Estados Unidos e União Soviética o capitalismo se consolidou como principal sistema econômico mundial. Além disso, a ameaça de uma guerra nuclear proporcionou o avanço bélico e energético.

A mecânica analógica foi gradualmente sendo substituída pela era digital. Sendo assim, o uso de microcomputadores, a criação da internet, a digitalização de arquivos e o desenvolvimento da robótica são alguns dos principais destaques dessa fase.

Ademais, os direitos trabalhistas começaram a se popularizar visto que a modernização das indústrias foi intensificada. Dessa forma, os trabalhadores receberam redução em suas horas de trabalho, benefícios (vale transporte, vale alimentação e plano de saúde) e o trabalho infantil se tornou ilegal.

Principais características

Portanto, dentre as principais características da Terceira Fase da Revolução Industrial podemos citar:

introdução de novas fontes de energia, tais como a energia nuclear, solar e eólica; desenvolvimento da engenharia genética e biotecnologia; produção em massa de diversos medicamentos e avanços da medicina; criação de novos métodos de agricultura por meio da produção informatizada; invenção do telefone celular, uma das principais inovações até hoje; avanços da metalurgia e descobertas químicas; surgimento de novas ligas metálicas que proporcionaram a evolução dos meios de transportes, como a construção de naves espaciais e aeronaves.

Sendo assim, é notável que esse conjunto de fatores foi essencial para a modernização industrial e segue marcando o processo de inovação da fase atual de industrialização. Porém, há quem diga que o mundo já se encontra em uma Quarta Revolução Industrial.

Quarta Revolução Industrial?

Fases da Revolução Industrial - História e principais características

Fases da Revolução Industrial - História e principais características

Conhecimento Científico
Klaus Martin Schwab sugeriu em seu livro que o mundo já se encontra na Quarta Revolução Industrial

Segundo Klaus Martin Schwab, engenheiro e economista alemão, a Quarta Revolução Industrial teve início em 2011. De acordo com o teórico, esse conceito está associado ao termo Indústria 4.0, um modelo empresarial cujo objetivo é utilizar todas as tecnologias atualmente disponíveis para gerar conhecimento e produtividade.

Sendo assim, a Quarta Fase da Revolução Industrial sugerida por Schwab defende que a mistura de técnicas de produção vanguardistas com sistemas inteligentes podem se integrar com organizações e pessoas. Logo, transcendendo as etapas anteriores, a tecnologia está fundindo os mundos físico, digital e biológico.

E então, o que achou da matéria? Se gostou, confira também: O que foi a Revolução Industrial? Definição, fases e consequência.

Fontes: Toda Matéria, Todo Estudo, Administradores.com.

Imagens: Museums Victoria, Museums Victoria, Museums Victoria, Museums Victoria, Voice of America.

Essa matéria Fases da Revolução Industrial – História e principais características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas