Conhecimento Cientifico Mangue – O que é, características, tipos de mangue e importância

Mangue – O que é, características, tipos de mangue e importância

O Mangue se caracteriza por ser um tipo de vegetação comum em regiões alagadiças, característica das zonas tropicais e subtropicais. Essa matéria Mangue – O que é, características, tipos de mangue e importância foi criada pelo site Conhecimento Científico.

O mangue se caracteriza por ser um tipo de vegetação comum em regiões alagadiças, normalmente onde há o encontro das águas do mar e do oceano, denominadas de manguezal.

Em outras palavras, é uma vegetação encontrada nas zonas tropicais e subtropicais, justamente por ser um ecossistema costeiro e úmido. Além de fornecer diversos benefícios econômicos e ambientais, os mangues também são fonte de renda para diversas famílias que utilizam seus recursos para sobreviver. 

Nesse sentido, os manguezais são regiões formadas por uma variedade enorme de vegetais e árvores, características do próprio ecossistema do mangue.

Estas características variam conforme a região onde a vegetação se encontra. Outros fatores, como o pH, salinidade e teor da matéria encontrada no solo também favorecem para diferenciação das características dos mangues. 

O mangue

Os mangues são um tipo de vegetação característica das regiões onde há concentração de água sem movimento, também chamadas manguezais. Essa vegetação é própria de zonas tropicais e subtropicais, já que se caracteriza como um ecossistema costeiro e úmido.

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Conhecimento Científico
NSC Total

Uma das características mais importantes do mangue é o importante papel que desempenha na preservação de variadas espécies animais e vegetais. Além disso, os mangues também contribuem para que não ocorra erosão no solo, provocada pela velocidade do curso das águas das ondas. 

Outra importante função ambiental é a “filtragem” das águas do mangue, provocada pelas raízes que crescem ao redor das árvores e pelas demais formas de vegetação, que acabam influenciando de forma positiva na proteção do solo, contendo os processos erosivos. 

Por conta do contato dos rios e dos mares, ou seja, do ambiente terrestre e do marítimo, os manguezais são considerados regiões ricas em biodiversidade

No Brasil, por exemplo, os mangues estão presentes em toda a costa litorânea, região que engloba o norte e sul do país. Ao todo, são mais de mil km² de extensão de mangues, o que classifica o Brasil como o país que possui a maior faixa de manguezal do mundo. 

No geral, ao redor do mundo, os mangues são encontrados em 123 países, o que representa um total de 15,2 milhões de hectares cobertos pelos ecossistemas de mangue. Além do Brasil, os mangues também são encontrados em países da Ásia, África, América do Norte e Central e Oceania

Características

O mangue é um tipo de vegetação característico dos manguezais, ambientes ricos em nutrientes e com grande quantidade de matéria orgânica em decomposição. Em geral, são regiões que possuem grande quantidade de salinidade e solos lamacentos, por conta do encontro das águas dos mares e dos oceanos. 

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Conhecimento Científico
MundoGeo

A vegetação que compõem os mangues é conhecida como “florestas de marés” e classificada dentro do “ecossistema de floresta tropical“. Além disso, os mangues são desenvolvidos sob a ação constante de água salobra, diferente de outros tipos de vegetação, e possuem um sistema de raízes conhecidas como “raízes aéreas”. 

Este tipo de raiz, característico dos mangues, é responsável por fornecer transporte de gás em sedimentos anaeróbios, bem como apoiar os troncos das árvores em sedimentos mais lodosos. Além disso, o formato das raízes pode mudar de acordo com a espécie da vegetação. 

Por conter diversas espécies marinhas e vegetais, os mangues se configuram como importante fonte de alimento para diversas espécies de animais, bem como para o próprio ser humano, principalmente para as famílias que vivem próximas aos manguezais. 

O odor presente nos mangues é bastante característico, já que, por conta do ambiente lodoso, a água dos manguezais possui pouca oxigenação e água salobra. Por conta disso, diversas espécies de plantas e arbustos típicos da região, desenvolveram formas de se adaptar ao ambiente característico dos mangues. 

Em relação à fauna, é possível encontrar no manguezal diversas espécies de peixes, crustáceos, moluscos, bem como aves, mamíferos, anfíbios e répteis. Sendo assim, é comum neste tipo de vegetação: ostras, caranguejo, camarões, minhoca, crocodilo, lagarto, lontra, sagui, mexilhão, gaivota, etc. 

Tipos de mangue

O mangue, classificado como o tipo de vegetação presente nos manguezais, se divide de acordo com as condições que precisa para sobreviver nos ambientes lodosos.

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Mangue - O que é, características, tipos de mangue e importância

Conhecimento Científico
Mapio

Sendo assim, existem três espécies vegetais de mangues, sendo elas: 

Laguncularia racemosa – mangue branco: possui raízes mais profundas e, em alguns casos, desenvolve raízes espigadas, principalmente quando é encontrado em sedimentos com falta de oxigênio. Além do mais, se caracteriza como a única espécie de mangue encontrada no Arquipélago de Fernando de Noronha, no único manguezal na Baía do Sudeste. ;  Rhizophora mangle – mangue-vermelho: possui como característica principal as raízes de sustentação avermelhadas e emaranhadas, sendo originadas dos troncos das árvores;  Avicena schaueriana – mangue siriúba ou negro: possui longos raízes horizontais se desenvolve em grande quantidade. Além disso, cresce de forma mais elevada que o mangue-vermelho, onde é possível ver suas raízes conforme as marés mudam. 

Importância

Atualmente, os mangues presentes no Brasil são responsáveis por aproximadamente 95% de todo o alimento que o ser humano retira do mar. Ou seja, além da importância na preservação de variadas espécies animais e vegetais, os mangues também possuem forte influência econômica. 

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
O Povo

Apesar disso, os manguezais são regiões vegetais fortemente ameaçadas, tanto no Brasil quanto no mundo. Isso porque é comum ver áreas onde os mangues estão presentes sendo constantemente sendo exploradas de forma irresponsável. 

Em outras palavras, os seres humanos extraem os recursos que dão suporte à sobrevivência de diversas espécies que vivem no ecossistema, além de devastar os ambientes e provocar alterações que são sensíveis à biodiversidade dos manguezais. 

Além disso, outro fator que corrobora para o agravamento da situação, é a poluição das águas, que acaba afetando a vegetação e as espécies marinhas. Além do mais, turismo e aquecimento global também contribuem para que o mangue seja um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo. 

Para tentar retardar os efeitos destrutivos sobre os mangues, foi instituída a Lei nº 4.771, de 15 de setembro de 1965, que diz que os manguezal é uma Área de Preservação Permanente (APP). Por conta da Lei, foi decidido que dia 26 de julho é comemorado o “Dia Internacional de Defesa dos Manguezais”.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que são Escudos Cristalinos e Depressões Geográficas

Fontes: Toda Matéria, Mundo Educação, Ecycle e Escola Britannica

Imagens: Hotmart, NSC Total, MundoGeo, Mapio e O Povo

Essa matéria Mangue – O que é, características, tipos de mangue e importância foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas