Conhecimento Cientifico Pacto colonial, o que foi? Contexto histórico e sistema mercantilista

Pacto colonial, o que foi? Contexto histórico e sistema mercantilista

Portugal utilizava o pacto colonial para controlar o que era produzido e explorado nas colônias, sendo tudo destinado para a metrópole. Essa matéria Pacto colonial, o que foi? Contexto histórico e sistema mercantilista foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Antes de tudo, as Américas eram divididas em colônias, estas que eram exploradas pelas metrópoles europeias, compostas pela Espanha, Portugal, França e Inglaterra. Dessa forma, as duas partes tinham um acordo chamado Pacto Colonial, que estabelecia o mercantilismo, onde a Coroa Portuguesa controlava o que era produzido e explorado.

Dessa forma, tudo era manipulado para obter a maior quantidade de ganho possível para os portugueses. Em outras palavras, a extração de metais preciosos e a produção agrícola, principalmente no Brasil, eram administradas de forma exclusiva para manter a balança comercial favorável ao lucro.

Além disso, as colônias só podiam comercializar em favor de sua própria metrópole ou nos mercados que tinham alguma relação com Portugal. Ademais, a exclusividade dos portugueses no comércio deixava o Brasil cada vez mais dependente da Coroa.

Por isso, vamos aprender um pouco mais sobre o pacto colonial, o contexto histórico e como funcionava o sistema de mercantilismo de Portugal.

O que foi o Pacto Colonial?

Como dito anteriormente, Portugal comandava o comércio nas Américas através do pacto colonial. Dessa forma, definia os preços dos produtos, como também produzia por meio da mão-de-obra dos indígenas e escravos vindos da África.

Pacto colonia

Pacto colonia

Conhecimento Científico
Todo Estudo

A saber, o pacto colonial era uma prática comum em outras colônias, de tal forma que influenciou na independência dos Estados Unidos. Ainda mais, os principais produtos brasileiros fizeram parte dessa exploração, como o pau-brasil, a cana-de-açúcar e o ciclo do ouro.

No entanto, esse pacto colonial teve fim em 1808, quando D. João assinou a Carta Régia, liberando o Brasil de comercializar com Portugal. Sobretudo, o Tratado de Methuen acabou expondo o mercantilismo praticado por Portugal, este que foi publicado em 1703, causando estragos na economia portuguesa.

Sistema mercantilista

Em síntese, o mercantilismo era um conjunto de práticas econômicas que controlava o desenvolvimento das metrópoles durante o período colonial. Assim, os portugueses possuíam uma “exclusividade” das atividades mercantis e manufatureiras, entre a metrópole e a colônia.

Pacto colonial

Pacto colonial

Conhecimento Científico
Estudo Prático

A ideia era exportar mais do que importar, sustentando o monopólio comercial, onde a colônia fornecia a matéria-prima para a metrópole. Isto porque, o mercado interno era inadmissível dentro do pacto colonial, visto que a metrópole impedia a importação e as compras vindas de outros países.

Por isso, a produção de artigos pela colônia não podia exercer concorrência com a metrópole, isto era extremamente proibido. Ainda mais, existia uma reserva de metais preciosos e moedas de ouro e prata na metrópole, o que era chamado de metalismo.

Portanto, a Chegada de Cristóvão Colombo na América, em 1492, tornou os territórios encontrados em alvos de disputa entre Portugal e Espanha.

Assim, surgiu o Tratado de Tordesilhas, um documento que determinava o limite de cada país, onde ambos pudessem ter vantagens lucrativas.

Desde então, o pacto colonial surgiu para controlar essa relação comercial, permanecendo até o início do século XIX, momento da chegada da Família Real ao Brasil, em 1808.

O que achou dessa matéria sobre o pacto colonial? Se gostou, confira também: Maria II de Portugal, quem foi? Vida, reinado e casamentos

Fontes: InfoEscola, Mundo e Educação, Toda Matéria e História do Mundo

Imagens: Todo Estudo, PinterestEstudo Prático

Essa matéria Pacto colonial, o que foi? Contexto histórico e sistema mercantilista foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas