Conhecimento Cientifico Polis Grega, o que foi? Origem, sociedade e características

Polis Grega, o que foi? Origem, sociedade e características

A polis grega é um clássico modelo de organização social cujas características serviram como base para as grandes metrópoles atuais. Essa matéria Polis Grega, o que foi? Origem, sociedade e características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Hoje em dia, muito se fala sobre as cidades globais ou grandes metrópoles. Derivado da palavra grega metropolis, onde “meter” significa “mãe” e “pólis” significa “cidade”, o termo metrópoles é empregado para designar uma cidade econômica, política e culturalmente influente. Todavia, vale lembrar que essa organização urbana teve início com a polis grega.

O período da Grécia Antiga foi marcado por cidades-estados que evoluíram gradativamente ao longo dos períodos homérico, arcaico e clássico. Assim como atualmente nomes como Nova York, Tóquio, Londres e São Paulo se destacam sempre que grandes metrópoles são citadas, na antiguidade Atenas e Esparta eram referências de polis gregas.

Da mesma forma que a democracia, as primeiras organizações de cidades gregas serviram como base para o conceito de município que conhecemos hoje. Porém, de seu desenvolvimento à implementação de características específicas, há muitos detalhes a se conhecer sobre a definição de polis grega.

A origem da Polis Grega

Antecedendo a criação da primeira polis grega, as pessoas se reuniam em pequenas aldeias. Essas comunidades eram majoritariamente agrícolas e recebiam o nome de genos ou comunidades gentílicas. Em suma, eram terras compartilhadas, de uso coletivo da comunidade e floresceram durante o período homérico.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
A polis possuía uma independência social, política e econômica

Contudo, com o passar do tempo, a agricultura de subsistência das genos foi crescendo, bem como sua população. Logo, formaram-se as fratrias, terras cuja propriedade era delimitada. Em seguida, as fratrias se uniram e originaram tribos.

Assim, não demorou para que o comércio fosse implementado nessas comunidades e criou-se um centro, onde ficava o mercado da cidade. Assim nasceu a polis grega.

Curiosamente, antes da criação e difusão da democracia ateniense, a polis era controlada por uma  oligarquia aristocrática. Além de ser controlada por um grupo formado pela elite, a polis possuía uma independência social, política e econômica, o que contribuía para a divisão de classes e desigualdade social.

As classes sociais em uma cidade-estado

A organização social da polis era dominada por homens livres, ou seja, homens nascidos na cidade em questão. Abaixo desses cidadão era possível encontrar mulheres, metecos (estrangeiros) e pessoas escravizadas (geralmente prisioneiros de guerra).

Polis Grega,o que era? Definição, origem e características

Polis Grega,o que era? Definição, origem e características

Conhecimento Científico
A base da pirâmide social de qualquer sociedade grega era constituída pelos habitantes mais marginalizados

Apesar de Tebas, Corinto, Argos, Olímpia, Megara e Mileto serem conhecidas cidades-estados, Atenas e Esparta eram as referências de polis gregas.

Atenas era dominada pelos Eupátridas ou “bem-nascidos”, logo abaixo haviam os Georgoi (agricultores donos de terras) e, na base, existiam os Thetas (trabalhadores marginalizados) que constituíam a maior parte da população grega.

Já em Esparta, no topo haviam os Esparciatas (aristocratas soldados), em seguida existiam os Periecos (comerciantes, agricultores e artesãos) e, por último, os Hilotas (escravos) que também constituíam a base da população espartana.

A infraestrutura de uma polis grega

Polis Grega,o que era? Definição, origem e características

Polis Grega,o que era? Definição, origem e características

Conhecimento Científico
A polis grega contava com um centro, onde aconteciam negociações e discussões, e uma periferia, onde se localizava a zona rural

Da mesma forma que atualmente as cidades são divididas em centro e periferia, uma polis grega contava com a Ástey (zona urbana) e a Khora (zona rural). Ademais, em questão de infraestrutura, as cidades-estados eram formadas por casas, ruas, muralhas e espaços públicos.

Dentre os espaços comunitários, era possível encontrar a Acrópole, onde ficavam os palácios e templos dedicados aos deuses, e a Ágora, a praça principal onde ficava o mercado e ocorriam diversos atos públicos, como manifestações cívicas e religiosas.

Características de uma Polis Grega

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Muitas das características das polis gregas foram implantadas nas cidades globais ou grandes metrópoles

Além das especificidades já citadas anteriormente, as características mais marcantes de uma polis grega eram:

Autonomia e detenção de poder; Autossuficiência (política, social e econômica); Leis e organização social próprias; Princípio da propriedade privada; Complexidade social.

E então, o que achou da matéria? Caso tenha gostado, confira também: Arte grega – Surgimento, representações e características.

Fontes: Toda Matéria, Brasil Escola, Todo Estudo

Imagens: InfoEscola, Cristina Gottardi, Patrick, Todo Estudo, Pinterest.

Essa matéria Polis Grega, o que foi? Origem, sociedade e características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas