Conhecimento Cientifico Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

A Química Inorgânica é o ramo da Química responsável pelo estudo dos compostos e funções inorgânicas, desenvolvido por Torbern Olof Bergman. Essa matéria Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

O químico sueco Torbern Olof Bergman definiu, em 1777, a divisão da Química. Basicamente, a área química é dividida entre a química inorgânica e a química orgânica. A química inorgânica é aquela responsável por estudar os compostos que não são formados por carbono, sendo originados no meio mineral. 

Por conta disso, esta parte da Química também é conhecida como química mineral. A química orgânica, por outro lado, é responsável pelo estudos dos compostos orgânicos, ou seja, aqueles que se originam dos seres vivos. 

Os compostos inorgânicos apresentam características semelhantes entre si, apesar de serem divididos em quatro categorias diferentes: ácidos, bases, sais e óxidos. Além disso, dentro da química inorgânica, são estudadas as características básicas dos compostos, como o fato de serem iônicos, sólidos em temperatura ambiente e apresentarem metais

Apesar das características semelhantes, os compostos inorgânicos estudos dentro da química inorgânica apresentam exceções, como as substâncias que possuem carbono em sua composição química. 

Definição de química inorgânica

A divisão da Química foi proposta, primeiramente, pelo químico sueco Torbern Olof Bergman, em 1777. A divisão foi feita com o intuito de facilitar o estudo da Química em geral. Basicamente, as substâncias inorgânicas são divididas em quatro grupos, apesar de apresentarem semelhanças entre si. 

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Conhecimento Científico
Superinteressante

Sendo assim, os compostos inorgânicos estão presentes de variadas formas no nosso cotidiano. Como exemplo, podemos citar o veneno das abelhas, os produtos de limpeza e higiene, pães, bolos, pigmentos de tinta, sal de cozinha, antiácidos, etc. Ou seja, a lista é infinita. Isso significa que as funções inorgânicas apresentam mais compostos que a química orgânica, por exemplo. 

A química inorgânica é responsável por definir as características principais dos compostos inorgânicos, como a ausência de carbono na composição molecular. Além disso, a grande parte dos compostos são sólidos e iônicos, o que significa que na divisão molecular os átomos ganham ou perdem elétrons. 

Funções inorgânicas

Torbern Olof Bergman foi o químico responsável pela divisão da Química, entre orgânica e inorgânica. Porém, foi outro químico sueco, Svante August Arrhenius, que propôs a divisão das funções inorgânicas em ácidos, bases sais e óxidos. 

Em síntese, os ácidos são compostos inorgânicos que apresentam em sua composição solução aquosa e regem com as bases. Após a reação, são formados sais e água, por meio do processo de neutralização. Além disso, são substâncias que possuem pH menor que 7 e gosto azedo, além de liberar íons e cátion H+.

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Conhecimento Científico
Estácio

Já as bases apresentam pH maior que 7 e possuem como características o sabor amargo, ou seja, adstringente. Quando em solução aquosa, estas substâncias sofrem dissociação iônica e liberam ânion OH– (Hidróxido). Alguns exemplos de base são: Hidróxido de Magnésio (Mg(OH)2), Hidróxido de Potássio (KOH) e Hidróxido de Sódio (NaOH). 

Os sais são compostos inorgânicos que reagem com ácidos, sais, metais e hidróxidos, além de apresentarem sabor salgado. A reação gera outros sais que, em soluções aquosas, libera um cátion que se difere do H+ e um ânion diferente do OH-. Alguns exemplos de sais são: Bicarbonato de Sódio (NaHCO3), Cloreto de Sódio (NaCl) e Nitrato de Sódio (NaNO3).

Por fim, os óxidos são classificados como substâncias binárias, pois apresentam em sua composição dois elementos químicos. São divididos em: peróxidos, óxidos ácidos ou anidridos e óxidos básicos. Alguns exemplos de óxidos são: Dióxido de Enxofre (SO2), Óxido de Cálcio (CaO) e Monóxido de Carbono (CO). 

Compostos de Coordenação

Os compostos de coordenação são aqueles eletricamente neutros. Sendo assim, são compostos, dentro da química inorgânica, que estão presentes no bloco d e f da Tabela Periódica. Basicamente, estes compostos apresentam moléculas formadas por ácidos de Lewis e uma ou várias bases de Lewis. 

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características

Conhecimento Científico
Ser Pensante

Os compostos de coordenação possuem eletricidade neutra. Por outro lado, quando apresentam íons hidratados, as substâncias são denominadas de compostos complexos. O que difere ambas as classificações é a ligação molecular, que ocorre entre o metal e o ligante. 

Além disso, também existem os compostos metálicos, que recebem este nome por conta da presença de átomos ou cátion metálico. Neste caso, os átomos ou cátions funcionam como uma espécie de receptor de elétrons (ácido de Lewis) que se ligam a uma ou várias substâncias ou moléculas de outro tipo de substância (base de Lewis). 

Reações inorgânicas dentro da química inorgânica

Em síntese, as reações químicas ocorrem quando uma ou mais substâncias sofrem um processo de mudança e, por conta disso, originam novas substâncias. No caso das reações inorgânicas, é possível dividir os processos em exotérmico e endotérmico

Nesse sentido, as reações exotérmicas são aquelas que liberam energia durante o processo químico. Já as reações endotérmicas são reações que absorvem energia durante o processo de formação de outras substâncias. 

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Depositphotos

Dentro do estudo da química inorgânica, as reações inorgânicas podem ser divididas em: síntese, decomposição, simples-troca e dupla-troca. Basicamente, as reações de síntese são aquelas em que duas ou mais substâncias dão origem a um único produto. Exemplo: N2(g) + 3H2(g) → 2NH3(g). 

Nesse sentido, as reações de decomposição são aquelas em que uma substância se divide em duas após o processo de transformação. Como exemplo, temos: 2NaN3(s) → 3N2(g) + 2Na(s). 

Já as reações de simples-troca ocorrem quando uma substância reage com outra substância composta e, por conta disso, geram uma substância simples e outra composta. Por exemplo: Zn(s) + 2HCl(aq) → ZnCl2(aq) + H2(g). 

Por fim, as reações de dupla-troca geram duas novas substâncias compostas, por meio da reação de duas substâncias compostas. Como exemplo podemos citar: H2SO4(aq) + Ba(OH)2(aq) → BaSO4(aq) + 2H2O(l). 

Então, o que achou da matéria sobre química inorgânica? Se gostou, confira também o que é Antimatéria e quais as características das Reações de Esterificação

Fontes: Brasil Escola, Mundo Educação, Toda Matéria, Info Escola e Manual da Química

Imagens: Toda Matéria, Superinteressante, Estácio e Depositphotos

Essa matéria Química Inorgânica, o que é? Definição, o que estuda e características foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas