Conhecimento Cientifico Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Theodor Adorno foi um filósofo, sociólogo e musicólogo alemão e teórico da Escola de Frankfurt, conhecido por desenvolver a teoria crítica. Essa matéria Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Theodor Adorno nasceu em 1903 e foi um filósofo, sociólogo e musicólogo alemão. Ficou conhecido também por ser um dos maiores críticos da degradação que o capitalismo gera, em virtude das forças mercantis da cultura e das relações sociais.

Todavia, Adorno integrou a primeira geração da Escola de Frankfurt e foi responsável por estudos acerca da teoria crítica, um modo de pensar inserido no contexto acadêmico e científico pela própria Escola de Frankfurt.

Seus estudos, entretanto, tinham como foco a música e a teoria da arte. Posteriormente e sob a influência de Walter Benjamin, Adorno passou a estudar a sociedade capitalista à luz de suas leituras sobre a razão na filosofia iluminista, acompanhada de Hegel.

Biografia Theodor Adorno

Antes de mais nada, Theodor Ludwig Wiesengrund-Adorno nasceu em Frankfurt, no dia 11 de setembro de 1903. O alemão teve uma ótima formação durante a infância, estudou música e teve aulas com um escritor.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Outras Palavras.

Em 1923, Theodor Adorno conheceu Max Horkheimer e Walter Benjamin, parceiros da Escola de Frankfurt. Posteriormente, em 1924, Adorno terminou os estudos em Filosofia, na Universidade de Frankfurt.

Em 1931 conclui o doutorado, chegando a lecionar Filosofia na Universidade de Frankfurt. Fugindo do regime nazista, Adorno se exilou na França e na Inglaterra e em 1937 foi para os Estados Unidos, onde colaborou com o Instituto de Pesquisa Social, radicado no país.

Todavia, durante a década de 1950, voltou a Frankfurt e assumiu o cargo de Diretor-Adjunto do Instituto de Pesquisa Social, em 1955. Theodor Adorno morreu no dia 6 de agosto de 1969, na cidade de Visp, na Suíça. Ele tinha problemas cardíacos.

Conceitos principais de Adorno

Para Adorno, quem se dedica ao trabalho filosófico deve ter que não é possível captar toda a realidade a partir do pensamento em exercício, tal qual haviam pensado os iluministas, por exemplo.

Para tanto, esta ilusão tem como base o pressuposto de que o ser das coisas, aquilo que elas são em si mesmas, correspondem ao pensamento e que, de certo modo, se mostram acessíveis a ele.

Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Conhecimento Científico
YouTube.

Todavia, Adorno construiu a crítica a este pensamento a partir de pressupostos dialéticos de Hegel. Suas críticas ao caráter da dialética hegeliana foram inseridas dentro da Escola de Frankfurt.

Adorno também analisou o caráter irracional no pensamento, característico das obras de arte. Para ele, estas funcionavam como um reflexo mediado do mundo real, em linguagem predominantemente artística.

Nesse sentido, a obra de arte é uma antítese da sociedade, sustentando a aparência do real a partir da dialética (diferença) estabelecida pela realidade. Ora, Theodor Adorno também foi um grande crítico da Indústria Cultural, um dos assuntos mais pesquisados pela Escola de Frankfurt.

Escola de Frankfurt

A Escola de Frankfurt começou com a criação do Instituto de Pesquisas Sociais, na Universidade de Frankfurt. Mais tarde, o instituto seria conhecido como Escola de Frankfurt e seria responsável por agrupar diferentes pensadores que tinham em comum o uso da teoria crítica para desenvolver seus estudos.

Nesse sentido, a Escola de Frankfurt concentrou seus esforços em uma análise crítica do capitalismo e na atualização de leituras marxistas. Como desdobramento de seus estudos, Theodor Adorno (em conjunto com Max Horkheimer) foi responsável pela elaboração de conceitos como Indústria Cultural e Cultura de Massa, amplamente debatido por intelectuais ao longo dos anos.

Indústria Cultural

A princípio, a crítica mais severa de Theodor Adorno se deu no âmbito do que ele chamou de Indústria Cultural. Em conjunto com Max Horkheimer, eles estabeleceram estudos acerca de uma indústria que tem como objetivo a manipulação das massas, feita a partir dos meios de comunicação de massa.

Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras

Conhecimento Científico
Medium

Nesse sentido, filmes, programas de televisão, músicas e outros bens culturais já possuem uma ideologia desde a sua criação. Assim, o que acontece é a incitação de um pensamento quase que já fabricado, que vai de encontro ao modo como as pessoas enxergam o mundo.

O ponto mais criticado por Adorno se refere à alienação promovida pela Indústria Cultural nas massas, o que faz com que mantenham seus papeis sociais, embora permaneça um estado de inércia que impede com que as pessoas tenham consciência crítica e de sua própria individualidade.

Obras de Theodor Adorno

Dentre as obras mais importantes de Theodor Adorno, citamos os livros Dialética do Esclarecimento (1947); Filosofia da Nova Música (1949); A Indústria Cultural – o Iluminismo como Mistificação das Massas (1947); Crítica Cultural e Sociedade (1949) e Teoria Estética (1970).

Então, o que achou da matéria? Se gostou, leia também: Cultura de massa, o que é? Origens, características e indústria cultural.

Fontes: Toda Matéria, Ebiografia, Infoescola, Nova Escola

Imagens: Jornal Grande Bahia, Outras Palavras, YouTube e Medium 

Essa matéria Theodor Adorno, quem foi? Biografia, conceitos principais e obras foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas