Conhecimento Cientifico Verbos defectivos, o que são? Classificação e exemplos

Verbos defectivos, o que são? Classificação e exemplos

Verbos defectivos são aqueles que não apresentam conjugações em determinadas pessoas, tempos ou modos verbais. Essa matéria Verbos defectivos, o que são? Classificação e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Na Gramática, os verbos defectivos são aqueles que não são conjugados de forma completa. Isso acontece porque esses verbos apresentam algumas deficiências em sua conjugação, o que resulta na ausência de algumas pessoas, modos e tempos verbais.

Contudo, a defectividade verbal acontece por uma série de fatores fonéticos, semânticos e morfológicos. Formas verbais que possam causar cacofonia ou sons dissonantes, além de confundir com outras formas verbais não são usadas.

Os verbos defectivos, entretanto, podem ser conjugados apenas nas suas formas arrizotônicas, ou seja, nas formas em que a vogal tônica permanece fora do radical. Todavia, as lacunas nas conjugações destes verbos são preenchidas por formas de verbos sinônimos aos que não aceitam as conjugações, por locuções verbais e tempos compostos.

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Blog do Professor Diogo.

A defectividade verbal observada, contudo, não é fixa. Por estar inserida na língua e este ser um sistema vivo e em constante mutação, a defectividade acaba sendo influenciada por todas as mudanças que acontecem na língua.

Nesse sentido, alguns destes verbos já não possuem essa classificação, sendo considerados como regulares, por exemplo. É o caso do verbo ‘adequar’, que já aceita flexões como ‘adéquo’ ou ‘adéqua’.

Exemplos de verbos defectivos

Os verbos defectivos são conjugados apenas na primeira e segunda pessoa do plural do modo indicativo e na segunda pessoa do plural do imperativo. Contudo, não possuem flexões no presente do subjuntivo.

Nesse sentido, são exemplos de verbos defectivos: adequar, falir, doer, reaver, abolir, banir, brandir, carpir, colorir, delir, explodir, ruir, exaurir, demolir, puir, delinquir, fulgir, feder, aturdir, bramir, esculpir, extorquir, retorquir, soer e outros.

Classificação dos verbos defectivos

Todavia, estes verbos podem ser impessoais, unipessoais e pessoais. Nesse sentido, cada classificação carrega a sua particularidade e vamos conferir a seguir:

Verbos defectivos impessoais

Esse tipo de verbo defectivo é assim conhecido por não apresentar sujeito. Todavia, além dos verbos já estabelecidos, o verbo haver e fazer são impessoais e, como resultado, são conjugados na 3ª pessoa do singular.

Exemplos:

Choveu bastante ontem. Faz dois meses que não o vejo. Venta muito na minha cidade.
Conhecimento Científico

Conhecimento Científico

Conhecimento Científico
Exemplo prático do uso de verbos defectivos.

Unipessoais

Todavia, os verbos defectivos unipessoais exprimem vozes de animais, sendo conjugados na terceira pessoa do singular ou do plural.

Exemplos:

O cão latia sem parar. As galinhas cacarejavam no puleiro. As vacas mugem.
defectivos

defectivos

Conhecimento Científico
Você SA.

Pessoais

Nesta classificação, os verbos defectivos apresentam sujeito, mas não são conjugados em todas as formas.

Exemplo:

É o caso do verbo computar:

Eu – # Tu – # Ele – # Nós computamos Vós computais Eles computam

Então, o que achou da matéria? Se gostou, leia também: Verbos no infinitivo, o que são? Definição, características e exemplos.

Fontes: Mundo Educação, Conjugação, Toda Matéria, Brasil Escola

Imagens: A Folha Torres, Blog do Professor Diogo, Todo Estudo, Você SA

Essa matéria Verbos defectivos, o que são? Classificação e exemplos foi criada pelo site Conhecimento Científico.

Últimas