Hora 7 Cringe: a web não perdoou o vídeo de 4 de julho de Mark Zuckerberg

Cringe: a web não perdoou o vídeo de 4 de julho de Mark Zuckerberg

Publicação do presidente do Facebook surfando com a bandeira dos EUA foi considerado 'a pior que coisa que já existiu'

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Cena de filme? Não, só um bilionário curtindo a vida

Cena de filme? Não, só um bilionário curtindo a vida

Reprodução/Instagram/Zuck

O bilionário Mark Zuckerberg resolveu homenagear o feriado do Dia da Independência dos Estados Unidos (4 de julho) com um belo vídeo no Instagram, a rede social comandada por ele.

Na gravação, o bilionário segura uma bandeira do país em cima de uma prancha de surf elétrica. A legenda é bem simples: Feliz 4 de julho.

Em poucos momentos, o vídeo explodiu e ganhou diversos memes, que ressaltaram o caráter um tanto ridículo da publicação — cringe, na linguagem dos mais jovens.

As reações provam que nem um superbilionário, com uma fortuna estimada em US$ 120 bilhões (R$ 608 bilhões), dono das maiores redes sociais da internet, está imune às piadas da internet!

Enquanto a artista Evan Greer twittou que o vídeo "era a pior coisa que já existiu", outros resolveram usar as imagens para fazer piadas.

Logo, Zuckerberg se tornou o monstro que saiu do assustador incêndio oceânico no Golfo do México.

E também assustou Rose, durante o naufrágio do Titanic.

E ainda esteve ao lado de Marty McFly em suas viagens pelo tempo.

O grande final ficou nas mãos do Tubarão, que não perdoou o ricaço.

LEIA TAMBÉM: Memes estranhos especulam como será o filho de Grimes e Elon Musk

Zuck também se tornou um meme explosivo quando todos repararam na estranha feição dele durante uma série de depoimentos ao Congresso dos EUA, em 2018. Relembre abaixo!

Últimas