Vídeo mostra um padre sendo atacado por comunistas no Chile?

Ontem (4), um vídeo mostrando o que parecia ser um padre sendo atacado e arrastado para fora de uma igreja por homens encapuzados causou um certo rebuliço nas redes sociais.

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Ontem (4), um vídeo mostrando o que parecia ser um padre sendo atacado e arrastado para fora de uma igreja por homens encapuzados causou um certo rebuliço nas redes sociais.

No Twitter, um usuário chamado “BasedPoland” (arquivo) compartilhou esse vídeo alegando que “demônios esquerdistas” (posteriormente chamados de comunistas) teriam atacado esse padre no Chile.

Confira o vídeo em questão:

http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/8nrOL1ml1ZUfq9Sr.mp4

O usuário também fez uma alusão a terrível Guerra Civil Espanhola, entre 1936 e 1939, que alguns consideram como fruto da perseguição comunista contra a Igreja na Espanha.

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Captura de tela mostrando o tuíte do usuário “BasedPoland”.

Esse tuíte acabou sendo compartilhado pelo jornalista Allan dos Santos, um dos fundadores do portal “Terça Livre”, que emitiu a seguinte declaração (arquivo):

PADRE É ATACADO POR COMUNISTAS NO CHILE

O primeiro grupo que fizer isso aqui no Brasil, precisa morrer imediatamente e em praça pública. Ousem tocar nos ungidos de DEUS, seus imundos…

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Captura de tela mostrando o tuíte do usuário “Allan dos Santos”.

Entretanto, será que um padre foi realmente atacado por comunistas? O vídeo foi gravado no Chile? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Fora de Contexto! Embora o vídeo tenha sido gravado na Catedral de Santiago, no Chile, estamos diante de uma ação encenada. Não se trata de um padre de verdade. Aliás, um detalhe interessante é que a tal agressão havia sido descartada pela própria Arquidiocese de Santiago, horas antes do retuíte do usuário Allan dos Santos.

Portanto, aparentemente, não houve uma preocupação em verificar o contexto do vídeo antes de divulgá-lo nas redes sociais. É, inclusive, uma completa irresponsabilidade (para não dizer outra coisa) conclamar que pessoas sejam mortas em praça pública (lembrando que “memes” ou “sentido figurado” não ajudam neste caso).

Tentando Entender o Que Aconteceu

A maior parte da viralização desse vídeo ocorreu entre usuários chilenos, no Twitter. Um dos primeiros a disseminá-lo, na manhã de ontem (4), foi um perfil apócrifo chamado “ECWayne”, mas ele não forneceu detalhes sobre o que estava ocorrendo (arquivo). Apenas utilizou as seguintes hashtags: #AjusticiamientoSocial, #Bachelet, #Pinochet, #chiledesperto, #renunciapiñera, #TerceraGuerraMundial e #TrumpsWar”.

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Um perfil apócrifo chamado “ECWayne” foi um dos primeiros a disseminar esse vídeo no Twitter, mas ele não forneceu detalhes sobre o que estava ocorrendo.

No entanto, alguns usuários entraram em contato com a página da Arquidiocese de Santiago, no Facebook, para saber o que havia acontecido. Eis, a resposta que eles obtiveram:

Em relação a um vídeo que circula nas redes sociais, onde uma multidão é vista entrando na catedral e agredindo um suposto sacerdote, informo que foi uma encenação para gerar impacto nas redes sociais. Aconteceu por volta das 18h de ontem. Nenhum sacerdote ou fiel no templo foi ferido, embora o fato tenha gerado preocupação e medo entre os presentes

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Alguns usuários entraram em contato com a página da Arquidiocese de Santiago, no Facebook, para saber o que havia acontecido.

Inicialmente, muitas pessoas não acreditaram nessa resposta, ou seja, continuavam acreditando até que a Igreja estivesse encobrindo alguma coisa.

Quem confirmou essa história foi o site do canal chileno “24 horas”. O veículo entrou em contato com a Arquidiocese de Santiago, que por sua vez disse que a pessoa vista no vídeo não se tratava de um padre de verdade. Era tão somente uma pessoa disfarçada que entrou na catedral juntamente com os homens encapuzados. Posteriormente, os homens levaram essa pessoa para fora da igreja para “executá-lo” (tratou-se de uma simulação) diante daqueles que passavam pelo local naquele horário.

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

A pessoa vista no vídeo não se tratava de um padre de verdade.

Quem Promoveu Essa Ação?

A Arquidiocese de Santiago acrescentou que, ao menos até ontem (4), não havia certeza sobre quem eram as pessoas que promoveram essa ação e nem suas motivações. Enfim, caso os autores sejam identificados, assim como suas motivações, iremos manter vocês informados através de uma atualização neste artigo, combinado?

Outro detalhe é que o site alegou ter entrado em contato com os Carabineiros, o corpo de polícia ostensiva do Chile. Segundo os Carabineiros, tudo não passou de uma “intervenção”, que não afetou nenhum representante da Igreja. Nas redes sociais, alguns usuários se mostraram enfurecidos diante daquilo que vem sendo alegado como “intervenção urbana” ou “ato cultural”.

A Igreja Institucional São Francisco de Borja foi Saqueada, Pichada e Incendiada no Mesmo Dia

É interessante destacar que homens encapuzados atearam fogo, picharam e saquearam a Igreja Institucional São Francisco de Borja, no mesmo dia da ação encenada ocorrida na Catedral de Santiago. O ato criminoso aconteceu por volta das 20h, ou seja, cerca de duas horas após a outra ação. Essa igreja também fica localizada na capital chilena, a pouco menos de 2 km da catedral. Infelizmente, quando os bombeiros chegaram para conter as chamas, não havia muito a ser feito, visto que boa parte da igreja havia sido afetada.

Confira o vídeo abaixo, divulgado na conta oficial dos Carabineiros do Chile, no Twitter:

Assim como algumas fotos:

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Foto mostrando um dos criminosos alimentando as chamas que tomavam conta da igreja.

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Foto da área externa da igreja tomada por manifestantes.

O Que Estava Acontecendo Naquele Dia?

Naquele dia estava ocorrendo uma série de manifestações na Praça Baquedano, também chamada de Praça Itália (principal ponto de partida ou concentração de manifestações de Santiago), localizada a poucos metros da igreja. Cabe destacar, que tais manifestações nessa praça se tornaram muito frequentes e violentas, principalmente desde o dia 18 de outubro de 2019, e isso, evidentemente, vem gerando uma grande revolta e descontentamento por parte daqueles que vivem nos arredores.

É interessante lembrar, que a origem de trás manifestações remonta a uma ação orquestrada de estudantes de Ensino Médio, no início de outubro de 2019, para não pagar o metrô de Santiago, em resposta ao aumento da tarifa. Contudo, mesmo após o aumento ter sido revogado, os protestos em massa seguiram, com o escalonamento da violência. Há muito o que ser dito sobre essas manifestações contra o governo, mas não entraremos em mais detalhes, visto que este não é o foco deste artigo.

Enfim! Na última sexta-feira (3), tais manifestações resultaram em barricadas, incêndios e novos enfrentamentos com a polícia. O saldo mais visível disso é que uma igreja de quase 150 anos de existência — administrada e destinada aos serviços religiosos da polícia chilena (Carabineiros) há mais de quatro décadas — foi destruída de maneira lamentável.

A Ação da Polícia para Prender os Responsáveis por Esse Ato Criminoso

Segundo o site “La Tercera”, inicialmente um homem de 26 anos, acusado de iniciar/participar do incêndio da igreja, e que já havia sido preso anteriormente por dano ao patrimônio público e desordem, foi detido pela polícia. Sua prisão foi convertida em preventiva, por pelo menos 75 dias, uma vez que ele foi considerado um perigo para a sociedade.

Posteriormente, pelo menos outros três homens foram detidos. Um homem de 47 anos foi acusado de arrombar as portas da igreja (acabou sendo solto mediante o pagamento de fiança), permitindo a entrada dos demais criminosos, e dois irmãos foram acusados pela fabricação de artefatos incendiários (estão em prisão domiciliar).

E-Farsas

E-Farsas

E-Farsas

Homem de 26 anos foi acusado por incêndio criminoso e teve a prisão preventiva decretada por ser considerado um perigo para a sociedade.

Confira abaixo um vídeo mostrando a destruição causada pelas chamas:

Conclusão

Fora de Contexto! Embora o vídeo tenha sido gravado na Catedral de Santiago, no Chile, estamos diante de uma ação encenada. Não estamos diante um padre de verdade. Segundo os Carabineiros, a polícia ostensiva do Chile, tudo não passou de uma “intervenção”, que não afetou nenhum representante da Igreja. Nas redes sociais, alguns usuários se mostraram enfurecidos diante daquilo que vem sendo alegado como “intervenção urbana” ou “ato cultural”.

A Arquidiocese de Santiago informou ontem (4), através de nota, que tudo não passou de uma encenação para gerar impacto nas redes sociais. O incidente ocorreu por volta das 18h do dia anterior (3). Foi confirmado que nenhum sacerdote ou fiel foi ferido, embora o fato tenha gerado preocupação e medo entre os presentes. A Arquidiocese de Santiago acrescentou que, ao menos até ontem, não havia certeza sobre quem eram as pessoas que promoveram essa ação e nem suas motivações. Enfim, caso os autores sejam devidamente identificados, assim como suas motivações, iremos manter vocês informados através de uma atualização neste artigo, combinado?

De fato, essa é uma situação muito delicada, lamentável e obviamente abre margem para todo um imbróglio religioso e ideológico. Por exemplo, muitos irão questionar o que aconteceria e o tamanho da repercussão caso a “intervenção” ocorresse numa mesquita, um centro de umbanda ou algum outro reduto de práticas religiosas. Contudo, é igualmente desastroso esse vídeo ser disseminado com o seu contexto distorcido. Aparentemente, não houve uma preocupação em verificá-lo antes de divulgá-lo nas redes sociais, sendo, inclusive, uma completa irresponsabilidade (para não dizer outra coisa) conclamar que pessoas sejam mortas em praça pública. Sob nenhuma hipótese isso pode ser chamado de Jornalismo, tampouco atitude cristã.

O post Vídeo mostra um padre sendo atacado por comunistas no Chile? apareceu primeiro em E-farsas - Desvendando fake news desde 2002!.