Hora 7 Empresa lança cerveja feita de extrato de barata aquática gigante

Empresa lança cerveja feita de extrato de barata aquática gigante

A Inseto Azedo é feita de baratas-d'água, predadores vorazes que são um ingrediente apreciado da culinária asiática

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia

  • Uma empresa japonesa lançou uma cerveja feita de extrato de barata-d'água
  • O animal é um predador voraz dos mares e come até pequenos peixes
  • Segundo apreciadores, o sabor é 'adocicado e frutado', embora bastante forte
  • O conselho é que a bebida seja servida gelada
Vai um extrato de barata gigante aí?

Vai um extrato de barata gigante aí?

Reproduçaõ/Sora News 24

Aos poucos, a indústria alimentícia começa a aderir ao aviso de cientistas de que a salvação para a humanidade é comer insetos. A mais nova iniciativa nesse sentido é uma cerveja composta de insetos similares a baratas, especialistas em roer restos de comida em dedos dos pés.

Insect Sour (Inseto Azedo, em tradução livre; no Japão ela é chamada de Konchu Sour) foi ideia de uma empresa japonesa.

A base da receita da bebida são as baratas-d'água, insetos aquáticos gigantescos que representam uma iguaria conhecida no Sudeste Asiático, principalmente no Vietnã e Tailândia.

É possível ver já no rótulo que a ideia é exibir a novidade aos clientes: a imagem de um barataço pode ser notada na garrafa do produto.

Segundo informações do produto, o principal ingrediente da bebida é "um extrato de inseto gigante da água".

O Daily Star afirma que a empresa provavelmente usou insetos de produtores de Taiwan, conhecidos por venderem uma versão "de sabor doce, quase frutado" das tais baratas.

Essa informação fez ainda mais sentido após os primeiros reviews da bebida começarem a ser publicados.

Quando não vira bebida, ela é assim

Quando não vira bebida, ela é assim

OpenCage (Sob Licença Creative Commons)

De acordo com o site Sora News 24, o sabor da bebida é "forte e frutado", com "uma forte sensação de gosto de limão e um toque de algo parecido com coco".

Na culinária tradicional asiática, esses insetos geralmente são fervidos e usados como tempero de caldos e ensopados.

No mar, esses animais são predadores vorazes: agarram a vítima com as patas dianteiras, com formato de gancho, e injetam uma saliva corrosiva nela. Tais vítimas variam e podem ser lesmas, girinos, caramujos, salamandras e até peixes pequenos.

Os insetos costumam também picar humanos quando se sentem ameaçados. Apesar da dor causada por tais mordidas, eles não são perigosos.

Os produtores recomendam que a bebida seja ingerida gelada.

LEIA ABAIXO: Barata do mar igual ao Darth Vader é reconhecida como nova espécie

Últimas