Hora 7 Enfermeiro já gastou quase R$ 1 milhão para visitar túmulos de famosos

Enfermeiro já gastou quase R$ 1 milhão para visitar túmulos de famosos

Mark Dabbs se dedica a rastrear os locais de descanso final de celebridades e figuras históricas, o que nem sempre é fácil

Resumindo a Notícia
  • Um enfermeiro britânico gastou uma fortuna para visitar túmulos famosos.

  • Ele afirma já ter visitado o local de 'descanso' de todos primeiros-ministros do Reino Unido.

  • Além de conhecer as sepulturas de nomes como Bach, Klimt e Marilyn Monroe.

  • Ainda assim, ele garantiu que não pretende desistir do hobby tão cedo.

O enfermeiro acima já gastou quase R$ 1 milhão para visitar túmulos de famosos

O enfermeiro acima já gastou quase R$ 1 milhão para visitar túmulos de famosos

Montagem/R7, com Flickr/markdabbswalsallrunningambassador2011photostream

Um enfermeiro britânico já gastou cerca de 160.000 libras — ou o equivalente a quase R$ 1 milhão — em viagens para visitar túmulos de celebridades e figuras históricas. No turismo macabro de Mark Dabbs, 49, costam nomes como o do pintor austríaco Gustav Klimt, do compositor alemão Johann Sebastian Bach e da atriz Marilyn Monroe, por exemplo.

Em entrevista ao tabloide Daily Star, Dabbs garante que não pretende desistir do hobby tão cedo: "Sou muito interessado em história e assuntos mundiais e gostaria de voltar a Moscou para visitar Stalin, como fiz com Churchill e Roosevelt", revelou, com referência aos principais líderes dos países Aliados na Segunda Guerra Mundial.

"No Reino Unido, provavelmente visitei centenas de túmulos famosos", contou, "visitei todos os túmulos de nossos primeiros-ministros — exceto os três que não tinham túmulos."

Vale o clique: Essa barata-d'água gigante é considerada o melhor pai da natureza

O enfermeiro também ressalta as "conversas interessantes" que travou com pessoas vivas, enquanto tentava mapear as sepulturas famosas: "Muitos estão realmente interessados", garantiu.

Obviamente, uma jornada tão vasta não passou incólume a certos perrengues. Dabbs lembrou que, ao tentar visitar o túmulo Theodore Roosevelt (26º presidente dos Estados Unidos) na vila de Oyster Bay, no estado de Nova York, não havia ninguém no local.

"Encontrei uma escada de metal perto e subi para tirar a foto, mas depois a escada caiu", lembrou. "Achei que ficaria preso lá por horas. [Mas] consegui prender meu tripé [fotográfico] no degrau inferior e puxá-lo."

Já outro enfermeiro fatura R$ 2,4 mil por 10 minutos de trabalho como sósia de Hitler. Entenda abaixo!

Últimas