Hora 7 Espetacular: golfinhos se unem e devoram cardume gigantesco

Espetacular: golfinhos se unem e devoram cardume gigantesco

Formação que reuniu 2.000 cetáceos é conhecida como 'superpod' e deixou pescadores embasbacados na África do Sul

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia

  • Cerca de 2.000 golfinhos se uniram em uma formação e devastaram um cardume de peixes
  • A formação é conhecida como 'superpod' e cria uma barreira para cercar as presas
  • Junto com os golfinhos, apareceram ainda três baleias jubarte para ajudar no banquete
  • A movimentação espetacular deixou dois irmãos pescadores embasbacados
Animais formaram um grupo gigantesco para devorar cardume

Animais formaram um grupo gigantesco para devorar cardume

Reprodução/Vìdeo/Kade Tame

Pescadores filmaram o que classificaram como um espetáculo: milhares de golfinhos se aglomeraram e devoraram um cardume de peixes, numa área que logo depois foi invadida por três baleias jubarte.

A cena impressionate foi capturada na costa de False Bay, na África do Sul, pelos irmãos Kade Tame, 26 anos, e Devon, 28.

Durante a pescaria, eles perceberam uma movimentação intensa a cerca de 1 km e foram ver o que era.

Chegando lá, filmaram um frenesi incontrolável de golfinhos formando uma parede para impedir o avanço de um cardume de peixes que passava na região.

Como se não bastasse a presença deles, outros cetáceos logo chegaram: três baleias jubarte apareceram para dar uma olhada no movimento e ajudar na comilança.

Exército caçador

Segundo os irmãos, os golfinhos estavam empenhados em uma estratégia para cercar o cardume, enquanto o comia.

"Percebemos que havia cerca de 1.000 golfinhos pulando para dentro e para fora da água, criando uma espécie de barreira longa e larga, e não conseguíamos entender imediatamente", disse Kade, ao tabloide Daily Mail.

Mas a cena não parou por aí: outro grupo de mais 1.000 golfinhos apareceram e completaram a complexa armadilha. Assim, o cardume ficou sem saída e virou um gigantesco prato de sushi fresco.

Os movimentos dos golfinhos e das baleias foram tão intensos que o barcou perdeu o rumo e começou a girar em círculos. Kade afirmou que o mar parecia "uma máquina de lavar roupa".

A comilança durou meia hora, com os mamíferos indo embora aparentemente felizes.

Golfinhos normalmente nadam em bandos familiares, com 20 a 50 membros. Mas podem se unir em grupos gigantescos como esse, chamados "superpods".

Superpods realmente grandes, com 10.000 golfinhos, já chegaram a ser registrados. Normalmente, assim que acaba a comida, eles separam esse exército e voltam para as formações comuns anteriores.

LEIA ABAIXO: Fenômeno raro! Fotógrafo registra 'golfinhos brilhantes' em excursão

Últimas