Hora 7 Foca invade casa, traumatiza gata de família e ainda cochila em sofá

Foca invade casa, traumatiza gata de família e ainda cochila em sofá

Apesar do susto, animal não emporcalhou a residência da família da Nova Zelândia, e ainda foi chamada de 'boa companhia'

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Uma foca teve uma jornada intensa após invadir uma casa na Nova Zelândia
  • O filhote enfrentou e traumatizou uma gata antes de entrar na residência
  • Após o susto, a foca ficou parada num corredor e depois cochilou no sofá
  • Felizmente, ninguém ficou ferido e nada foi destruído
Foca traumatizou gato, mas foi chamada de 'boa companhia'

Foca traumatizou gato, mas foi chamada de 'boa companhia'

Reprodução/YouTube/SkyNews Austrália

Uma foca teve uma intensa jornada ao invadir uma residência na Nova Zelândia e deixar uma família assustada. O mamífero marinho "assediou" o gato da residência, passeou pelo corredor enquanto crianças dormiam e ainda cochilou no sofá da sala.

A família Ross mora a 150 m da costa, na região do Monte Maunganui, e encontrou a visita no dia 17.

Phil Ross, o marido e pai da família, lamentou que fosse o único que não estava em casa, já que é biólogo marinho e tinha interesse em observar a foca, ainda um filhote.

"A grande piada é que esta era realmente a única emergência familiar em que seria útil ter um biólogo marinho em casa, Eu perdi minha chance de brilhar", disse Phil, em entrevista ao jornal britânico Guardian.

Ele conta que o animal foi descoberto por Jenn, esposa dele, por volta das 7h, pouco depois dele ter saído para ir à academia.

A foca estava dentro da casa, assustada após ter se encontrado com Coco, a gata da família, descrita como "territorialista", que também ficou alarmada e "claramente bastante traumatizada" com o encontro, segundo Jenn.

Obviamente, uma gata doméstica não é o bastante para espantar uma foca — mas um urso e até um elefante sim —, e o animal entrou na casa, ficou algumas horas em um corredor, antes de cochilar no sofá da sala.

Felizmente, a foca não quebrou nada e nem defecou na casa. Ross a classificou até como "uma companhia agradável", antes de capturá-la e colocá-la na praia.

"Acho que, como todos os adolescentes, eles [filhotes de focas] não necessariamente tomam decisões sensatas", completou Ross.

LEIA ABAIXO: Gangue de focas encalhadas toca o terror em cidade canadense

Últimas