Hora 7 Herói de chinelo! Ex-militar captura jacaré com a ajuda de lixeira

Herói de chinelo! Ex-militar captura jacaré com a ajuda de lixeira

Morador se colocou em risco para afastar o perigo da casa onde vive, no condado de Orange, na Flórida (EUA). Vídeo viralizou

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um veterano do exército dos EUA capturou um jacaré por meio de uma lixeira.
  • A operação foi registrada na frente da casa onde vive, no condado de Orange, na Flórida.
  • A situação exigia tamanha urgência, que o ex-militar não trocou nem os chinelos que calçava.
  • O animal acabou realocado em segurança até uma lagoa próxima.
Veterano do exército dos EUA capturou jacaré com a ajuda de uma lixeira

Veterano do exército dos EUA capturou jacaré com a ajuda de uma lixeira

Reprodução/Vídeo/Roy Bonilla (via ABC7)

Um veterano do exército dos EUA acabou aplaudido pela vizinhança onde vive, no condado de Orange, na Flórida, ao utilizar uma lixeira para capturar um jacaré. Missão cumprida com tamanha urgência, que impediu Eugene Bozzi, 36, de substituir chinelos e meias por algum calçado mais adequado.

Em entrevista ao canal ABC7, Bozzi contou que as crianças brincavam do lado de fora da casa, quando a filha escutou algo entre os arbustos e foi chamá-lo. "Cheguei perto, ele [o jacaré] recuou um pouco e pensei: 'É meio grande'", lembrou o veterano, que entrou em ação imediatamente.

Tão rápido, que a pressa de Bozzi em resolver a situação virou motivo de piada: "Ia calçar os sapatos, estava de chinelos. Todo mundo está tirando sarro de mim", disse o pai, também em tom de chacota.

E a regra da operação de realocação do jacaré era mesmo o improviso. Tanto que a lixeira mais próxima fez as vezes de gaiola.

O ex-militar também revela que trancafiar o réptil não dimiuiu a adrenalina que sentia. Pelo contrário, só aumentou. "Parecia que dois meninos de 6 anos estavam tentando sair de lá", comparou, "você conhece meninos de seis anos, não pode segurá-los."

Vale o clique: Promotor de justiça é preso após andar nu e alcoolizado por cidade

Além disso, levar o animal até o local onde poderia soltá-lo não garantia a menor segurança a Bozzi: "Quando desci a colina, pensei, 'se eu deixá-lo, pode haver mais três nos arbustos.'"

Felizmente, esse não foi o caso e o veterano se tornou um improvável herói de chinelo e meia, satisfeito pela operação não ter deixado ninguém ferido — inclusive o jacaré.

"Amo todos os animais", afirmou Bozzi, "não importa o quão pesados são, o quão pequenos, estamos conectados de alguma forma."

Já um jacaré 'giratório' destruiu o quintal de uma família em quarentena. Entenda abaixo!

Últimas