Reino Unido

Hora 7 Macacos invadem navio de guerra, promovem caos e pulam no mar

Macacos invadem navio de guerra, promovem caos e pulam no mar

Ninguém sabe como a mãe e o filhote primatas chegaram ao navio-tanque britânico, que ficou preso em porto

  • Hora 7 | Filipe Siqueira, do R7

Resumindo a Notícia

  • Um navio de guerra britânico ficou preso em um porto por causa de dois macacos
  • Por razões de biossegurança, o navio não pode atracar para abastecer
  • Restou aos marinheiros tentar capturar a dupla, que deu muito trabalho
  • Após muita correria, os dois clandestinos ainda pularam no mar
Dupla de símios deixou os marinheiros sem ação

Dupla de símios deixou os marinheiros sem ação

Reprodução/The Sun

Uma dupla de macacos clandestinos causou um pequeno caos em um navio da Marinha Real Britânica. Os animais, uma mãe e o filhote, correram dos marinheiros e fugiram de redes antes de se jogarem no mar de uma altura de cerca de 30 metros.

A balbúrdia foi registrada no navio Wave Knight, durante uma parada de reabastecimento em Barbados, na região do Caribe.

Não se sabe exatamente como os macacos — conhecidos como macacos verdes (do  gênero Chlorocebus) — chegaram ao navio. Assim que o avistamento dos dois foi confirmado, a equipe do porto impediu o navio de atracar, por "motivos de biossegurança".

E aí os marinheiros iniciaram as tentativas de captura, todas sem sucesso.

Falando ao tabloide The Sun, uma fonte que pediu para não ser identificada, afirmou que os primatas foram vistos pela última vez na torre mais alta do navio.

Depois, já foram avistados no mar, nadando em direção à território das Ilhas Turcas e Caicos, onde estava o porto.

Algumas especulações afirmaram que um dos marinheiros jogou os animais no mar, para diminuir as investigações de biossegurança, por causa da presença de animais desconhecidos a bordo. Mas a informação foi desmentida.

"Levamos a sério a nossa responsabilidade com a vida selvagem e tentamos ajudar", disse outra fonte, ressaltando que tudo foi um acidente trágico.

Apesar de todo o rebuliço, ninguém sabe se os dois macacos sobreviveram ou chegaram a alcançar a ilha.

LEIA ABAIXO: Macaco 'bêbado e canibal' é preso após atacar 250 pessoas em 3 anos

Últimas