Hora 7 Meme transforma voz entediante de múmia de 3.000 anos em um berro épico

Meme transforma voz entediante de múmia de 3.000 anos em um berro épico

Um experimento de 2020 recriou a voz de uma múmia egípcia, mas o som era um tanto monótono. Um meme recente transformou o som em um grito de agonia

A voz dessa múmia não é grande coisa, mas um meme a tornou melhor

A voz dessa múmia não é grande coisa, mas um meme a tornou melhor

Reprodução/Leeds Museums and Galleries

Em 2020, cientistas usaram uma série de tecnologias para descobrir como era a voz de uma múmia, com um resultado um tanto decepcionante. O corpo de 3.000 anos preservados pelas técnicas egípcias apenas deu uma balbuciada bastante entediante. Se para os cientistas ouvir a voz dela foi um sucesso histórico, para todos na internet foi algo bem sem graça.

Mas, felizmente, os memes são capazes de salvar qualquer dececpção do tipo. Um meme recente deu ares épicos à voz do sacerdote do sarcófago: ao invés da voz sonolenta, a múmia gritou a plenos pulmões, mostrando que ficar tanto presa assim é um caminhho sem volta para a agonia.

(O vídeo basicamente diz que o som produzido pelas cordas vocais foi reconstruído por técnicas 3D, até o momento tão esperado, a grito da múmia)

Foram 10,3 milhões de visualizações apenas nesse tweet, mostrando que o interesse por vozes de múmia é considerável.

O sucesso do vídeo e a falta de explicações no tweet fez muita gente achar que o berro era real. Mas ele foi fruto de uma edição, que o tornou melhor, sem dúvida.

O experimento real foi feito em 2020, na múmia de um sacerdote chamado Nesyamun — e um famoso sacerdote ter uma voz tão normalzinha deve ter deixado muita gente na internet insatisfeita.

Foi aí que surgiu a piada, no canal de um especialista em memes curtos e editados, chamado kmlkmljkl. Apenas no vídeo desse canal foram outros 4,5 milhões de visualizações.

O vídeo original, publicado pela rede CBS, pode ser visto abaixo, e por ele é possível entender o motivo da piada ter surgido.

O berro da múmia, inclusive, é outro pináculo de um dos cantos da internet: é o grito de MC Ride, vocalista do Death Grips, em certo momento da canção Guillotine (It goes Yah), com mais de 13 milhões de visualizações.

Cordas vocais preservadas

Se, com todas essas informações, você ainda quiser saber como cientistas conseguiram extrair voz de um corpo morto há 3.000 anos, nós contamos.

O som da voz do tal sacerdote foi recriado usando tomografias computadorizadas no corpo bem preservado dele. Após conseguir um modelo em três dimensões das cordas vocais de Nesyamun, os cientistas usaram uma impressora 3D e um sintetizador de voz.

A razão apontada pelos pesquisadores, que na época publicaram os detalhes da pesquisa no periódico Scientific Reports, é simples: ele simplesmente queriam saber se era possível recriar modelos de voz.

"Queríamos ver se poderíamos recriar uma voz do passado. Parte da motivação também foi melhorar as maneiras pelas quais as pessoas podem se envolver com o passado, em museus e patrimônios, por exemplo", disse John Schofield, coautor do estudo, ao blog Gizmodo.

Para acertar na entonação da voz, os cientistas levaram em conta modelos estabelecidos de sonorização baseados no formato das cordas vocais. Como os tecidos de Nesyamun estavam bem preservados, podemos ouvir sua voz de palestrante motivacional.

Os cientistas afirmaram que o motivo do som ser tão monótono é culpa do fato de apenas esse som poder ser reproduzido pelas cordas da múmia, baseados na forma como elas foram conservadas na hora da morte.

Se ele estivesse gritando no momento da morte, o meme nem seria necessário.

Falar em múmias é também elmbrar da descoberta do gigantesco sarcófago preto no Egito, em 2018, e o fato de que queriam beber o líquido vermelho dentro dele. Relembre a história abaixo!

Últimas