Hora 7 Para ganhar sushis, jovem passa a se chamar 'Sonho de Salmão' e não pode mais trocar de nome

Para ganhar sushis, jovem passa a se chamar 'Sonho de Salmão' e não pode mais trocar de nome

Promoção em Taiwan foi chamada de 'Caos do Salmão' e recebeu críticas por gastos de serviço público

  • Hora 7 | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Fãs de sushi de Taiwan se arrependeram de participar de promoção que dava alimento grátis

  • Para ganharem, eles deveriam legalmente inserir 'salmão' no nome

  • Lei do país permite apenas três trocas de nome ao longo da vida

  • Os pais de um deles já haviam feito duas trocas quando ele era criança e o 'salmão' permaneceu

Muitas pessoas tiveram que ficar com "salmão" no nome

Muitas pessoas tiveram que ficar com "salmão" no nome

Reprodução/Liberty News

Diversos fãs gulosos de sushi participaram da promoção de um restaurante de Taiwan e se arrependeram. Para comer sushis de graça, era preciso incluir legalmente o caractere que corresponde a "salmão" no nome, e agora vários deles não conseguem mais voltar a ter o nome anterior.

O evento, conhecido como "Caos do Salmão", teve início em março de 2021, quando a rede Sushiro passou a oferecer os benefícios por 11 dias.

Segundo informes da imprensa local, ao menos 330 pessoas atenderam ao pedido, e nomes um tanto insanos como "Handsome Salmon" (Lindo Salmão) e "Salmon Dancing" (Dança do Salmão) foram registrados.

A ideia da maioria dos participantes era trocar novamente o nome assim que a promoção acabasse — o que está em conformidade com a Lei dos Nomes do país, que permite que todo cidadão altere o próprio nome até três vezes.

Para a maior parte dos participantes, a promoção foi uma onda passageira. A maioria comeu uma farta refeição grátis — sozinho ou com integrantes da família — ou vendeu a oportunidade para alguém. Logo depois, muitos trocaram de novo para o nome original e tudo foi esquecido.

Mas alguns deles não conseguem mais trocar de nome e se arrependeram. O caso mais famoso foi de "Zhang Salmon Dream" (Zhang Sonho de Salmão), que disse em uma entrevista na época que ficou "horrorizado" ao perceber que não poderia mais fazer alterações. O motivo é que os pais dele já haviam feito duas trocas quando ele ainda era bebê.

Ainda hoje, o caso viraliza nas redes sociais e recebe críticas no país. Alguns consideram a promoção um péssimo uso de um direito legal, enquanto outros a veem como um desperdício de recursos públicos. Parte da mídia do país chamou a história de "constrangimento internacional".

Outros disseram que "não há nada de errado em querer ganhar dinheiro". A rede Sushiro não informou se pretende fazer uma nova edição da promoção.

Enquanto a Lei dos Nomes não for trocada, Sonho de Salmão e alguns outros na mesma situação dele continuarão na família Salmão.

LEIA ABAIXO: Atum colossal de 300 kg choca pelo tamanho e vale muito dinheiro

Últimas