Hora 7 Parto com 10 bebês não possui registro em hospitais, diz porta-voz

Parto com 10 bebês não possui registro em hospitais, diz porta-voz

A sul-africana Gosiame Thamara Sithole alega ter dado à luz décuplos, enquanto governo tenta confirmar veracidade do caso

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Gosiame Thamara Sithole alega ter dado à luz 10 bebês, em hospital da África do Sul.
  • Isso a tonaria a mãe com maior número de crianças trazidas ao mundo em um único parto.
  • No entanto, autoridades dizem não terem encontrado o registro da cesárea em parte alguma.
  • Mesmo assim, a sul-africana pede doações e voluntários para auxiliar no cuidado da prole.
Gosiame Thamara Sithole alega ter dado à luz 10 bebês, mas não possui registro em hospitais

Gosiame Thamara Sithole alega ter dado à luz 10 bebês, mas não possui registro em hospitais

Reprodução/Redes Sociais

Gosiame Thamara Sithole, 37, alega ter dado à luz 10 bebês de uma vez, na noite da última segunda-feira (7), em um hospital de Pretória, capital da África do Sul. No entanto, autoridades locais garantem não terem encontrado o registro da cesárea em parte alguma de Gauteng, província onde possivelmente ocorreu o suposto parto.

"Não temos registro dos 10 bebês em nenhum hospital de Gauteng. A menos que tenham nascido no ar", declarou Thabo Masebe, porta-voz do governo provincial, em entrevista ao site de notícias Times Live.

"Checamos hospitais públicos e privados e ninguém sabe do caso. Outra questão é: onde estão os obstetras que fizeram o parto e o pediatra que cuidou deles? Ninguém se apresenta."

O departamento de desenvolvimento social de Gauteng informou que assistentes sociais serão enviados até Gosiame nesta quinta-feira (10).

Assistentes sociais visitarão Gosiame para atestar a veracidade sobre os 10 bebês

Assistentes sociais visitarão Gosiame para atestar a veracidade sobre os 10 bebês

Reprodução/IOL News

"Não vimos fisicamente a mãe e os filhos", informou Feziwe Ndwayana, assessor de comunicação da divisão. "Mas, ela é cadastrada conosco desde 2016. Teve gêmeos anteriormente."

Vale o clique: Cidade fica de luto após canguru 'gigante e gentil' morrer atropelado

Apesar da dificuldade em confirmar a veracidade do caso, Mzwandile Masina, prefeito da cidade de Ekurhuleni, onde vive a mulher, afirmou em postagem no Twitter que a família das crianças foi localizada e tem recebido apoio da administração.

"Encontramos a família e fomos informados de que os bebês estão bem. Vou compartilhar a informação com o governo federal, sei que éramos piada ontem, quando procuravam por eles. Alguns de nossos companheiros locais têm ajudado. Então, estamos bem", diz o texto.

Leia mais! Peixes vivos em design de unhas é a nova atrocidade de salão russo

O Times Live também menciona um tuíte escrito por Lerato Tsotetsi, que se identifica como "membro da família". Na postagem, ela revelou que os décuplos, sete meninos e sete meninas, estão em um hospital privado na unidade de terapia intensiva neonatal. Até o momento, escreveu Lerato, a equipe médica não autoriza fotos.

Mãe dos dez bebês pede doações

Enquanto geral bate cabeça em busca de uma prova sobre o maior nascimento múltiplo já registrado, Gosiame pede ajuda para lidar com a enorme carga financeira e emocional pela qual tem passado.

Mãe de gêmeos antes dos dez filhos, ela contou ao jornal Pretoria News que não pretende voltar ao trabalho após a licença maternidade, mesmo com o marido desempregado. Segundo Gosiame, o salário não cobre os custos necessários para o cuidado da prole.

"Apelo ao público para que me ajude no que for possível", pediu, "conto com a minha sogra agora, [mas] ela é idosa, vive de aposentadoria e tem netos." A super mamãe também aproveitou para convocar voluntários que a auxiliem na criação das crianças.

Com a repercussão da história, a família nomeou Makgoshi Maponyane como porta-voz e responsável pela arrecadação de doações. Em contato com o Petroria News, Maponyane não comentou sobre a desconfiança em relação ao nasicmento múltiplo e apenas reforçou a campanha a qual está à frente.

Família dos 10 bebês nascidos em parto único arrecada doações

Família dos 10 bebês nascidos em parto único arrecada doações

Reprodução/Petroria News

A campanha já foi abraçada por diversos sul-africanos, antes mesmo da confirmação dos fatos. Nas redes, internautas já trabalham com a hasgtag #NationalBabyShower (Chá de Bebê Nacional), com o intuito de apoiar Gosiame.

Caso ela tenha mesmo dado à luz dez crianças, se tornaná a mãe com maior número de crianças trazidas ao mundo em um único parto. Atualmente, o recorde pertence à malinense Halima Cissé, que teve nove filho de uma vez em uma clínica de Marrocos.

Continue conectado ao HORA 7 para mais informações em breve!

Já uma mulher que passou quase metade da vida grávida deu à luz 22º bebê. Confira abaixo!

Últimas