Hora 7 Píton invade quintal e estrangula galinha embaixo de cama elástica

Píton invade quintal e estrangula galinha embaixo de cama elástica

Serpente com mais de 3 m de comprimento aterrorizou moradores da região de Kimberley, na Austrália, mas acabou capturada

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Uma píton-oliva invadiu o quintal de uma casa na Austrália e estrangulou uma galinha.
  • Assustados, os moradores imediatamente acionaram um apanhador de cobras da região.
  • O profissional conseguiu remover e realocar o enorme réptil.
  • Devido à estação chuvosa, as autoridades australianas têm recebido muitos chamados do tipo.
Píton com mais 3 m estrangulou uma galinha embaixo de uma cama elástica na Austrália

Píton com mais 3 m estrangulou uma galinha embaixo de uma cama elástica na Austrália

Reprodução/Facebook/Ben Lucas

Uma píton-oliva com mais de 3 m de comprimento invadiu o quintal de uma casa na região selvagem de Kimberley, na Austrália, e estrangulou uma galinha embaixo de uma cama elástica. Devido à presença de crianças e outros animais na residência, os moradores imediatamente acionaram um apanhador de cobras local.

"O dono da casa foi picado por uma enorme píton-oliva — talvez a mesma — na semana passada, quando tentou removê-la sozinho", disse Ben Lucas, profissional responsável pelo serviço de remoção do réptil, ao site de notícias Perth Now.

Embora não sejam venenosas, as pítons são constritoras: "Elas agarram a presa e contraem para asfixiá-la", explica o Lucas, que removeu e realocou com sucesso a predadora de galinhas.

O apanhador afirma que noites quentes e úmidas, como a que proporcionou o ataque em questão, indicam um maior deslocamento de serpentes em busca de alimento.

Vale o clique: Píton é feita refém e especialista condena: 'Fizeram a coisa errada'

Riley Carter, oficial do Departamento de Biodiversidade e Conservação da Austrália, reforça a fala do apanhador. Segundo ele, a proximidade entre humanos e esses animais é extremamente rara durante os períodos mais secos, mas se tornam frequentes durante a estação chuvosa.

"Os guardas locais tem recebido de três a quatro ligações por dia", informou o oficial.

Já uma píton com aproximadamente 7 m de comprimento atacou e estrangulou um adolescente de 16 anos. Confira abaixo:

Últimas