Hora 7 Quedas em fenda temporal podem ter atingido milhares, diz estudioso

Quedas em fenda temporal podem ter atingido milhares, diz estudioso

Pesquisador acredita que diversos cidadãos desaparecem anualmente após escorregarem para o passado e ficarem presos

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Milhares de pessoas podem estar presas no passado, após quedas por fendas temporais.
  • Ao menos essa é a teoria de um pesquisador britânico para desaparecimentos sem vestígios.
  • Apesar de não contar com a física, relatos sobre 'deslizamentos no tempo' ganharam as redes.
  • Diversos grupos online reúnem entusiastas, testemunhas e céticos ao redor do assunto.
Pessoas podem estar presas no passado após quedas por fendas temporais, diz pesquisador

Pessoas podem estar presas no passado após quedas por fendas temporais, diz pesquisador

Reprodução/Pexels

Neste exato momento, milhares de pessoas estão presas no passado, após terem sido vítimas de quedas por fendas temporais. Ao menos essa é a teoria do pesquisador paranormal britânico Rodney Davies, para explicar os diversos desaparecimentos registrado anualmente pelo globo terrestre.

Segundo o tabloide Daily Star, o estudioso nomeia o fenômeno como "deslizamentos no tempo", uma espécie de viagem temporal totalmente acidental e aparentemente sem embasamento da física, mas com muitos relatos que beiram o fantástico (ou o absurdo).

Alguns pontos de acesso na Inglaterra, por exemplo, estão localizados nos condados de Devon, Cornualha e Kent. Além do preferido pelos adeptos da teoria, o Metrô de Liverpool.

Vale o clique: Homem é totalmente engolido por baleia-jubarte durante mergulho

Algumas pessoas creem que os trens da cidade dos Beatles passem sob uma rachadura temporal sem precedentes, pelo fato de viajarem em círculos concêntricos — leitores que tiverem qualquer experiência estranha no local, favor entrar em contato por meio do Facebook do HORA 7.

Sobre pessoas que passarem pela experiência e de alguma forma voltaram para contar história, o Daily Star destaca com maiores detalhes as histórias de duas turistas.

A primeira delas ocorreu com a coach de relacionamento Rhian Kivits, quando visitava o Castelo de Compton, em Devon. Rhian garante ter visto um cavaleiro de armadura passar por ela no local. Já no Castelo de Leeds, em Kent, Alice Pollock afirma ter visto um quarto mudar de aspecto, enquanto uma mulher vestida de branco andava de um lado para o outro no cômodo. Alice acredita que estev diante da rainha Joana de Navarra, presa no local no século 15.

Leia mais! Jovem deixa emprego e cidade após expor contato com E.T. louva-deus

Diversos conteúdos e grupos sobre "deslizamentos no tempo" têm se difundido pelas redes sociais. Os mais céticos questionam sobre a falta de evidências das supostas viagens, uma vez que as vítimas do fenômeno provavelmente estariam munidas de algum smartphone. No entanto, a resposta vem de bate-pronta: não há sinal para esses aparelhos no passado e/ou as baterias são rapidamente esgotadas durante o trajeto.

Por falar em travessias pelo espaço-tempo, você faz ideia de onde vêm os viajantes do tempo? O HORA 7 foi direto em uma das fontes, confira abaixo!

Últimas