Segredos do Mundo Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

A alergia a amendoim é um dos itpos mais comuns de alergia, mas os sintomas e formas de prevenção são um mistério para muitos. Essa matéria Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção foi criada pelo site Segredos do Mundo.

A alergia a amendoim é um dos tipos mais comuns de alergia, mas poucas pessoas conhecem a natureza dessa doença. No geral, é um tipo de alergia que se manifesta principalmente durante a infância, afetando bebês e crianças.

Além disso, a infância é uma fase de mais fácil identificação, pois é quando a criança está desenvolvendo o paladar e a imunidade. Nesse sentido, a causa principal da alergia a amendoim está associada a uma intolerância do sistema imunológico às proteínas do amendoim.

Desse modo, quando o indivíduo alérgico entra em contato com diferentes concentrações de amendoim, o organismo reage em defesa. Para isso, produz-se histaminas que causam a reação alérgica.

Porém, ainda que pareça um processo comum, a alergia a amendoim é perigosa porque pode causar anafilaxia fatal e morte.  Em especial, crianças, jovens e adultos que apresentam quadros de outras doenças respiratória estão mais propensos a terem casos graves de alergia a amendoim.

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Segredos do Mundo
Fonte: Pinterest

Sintomas da alergia a amendoim

Comumente, os sintomas da alergia a amendoim podem variar entre reações leves, mas também podem levar ao choque anifilático. Em resumo, o choque anifilático é um inchamento da laringe que interrompe a passagem de ar nos pulmões, podendo causar morte por falta de ar.

Além disso, a dilatação dos vasos sanguíneos durante o choque anifilático causa queda brusca de pressão sanguínea e eventual perda de consciência. Ademais, outro agravante também são os ataques de pânico comuns nessas situações, por conta do estresse envolvido.

Em contrapartida, os sintomas leves podem variar entre manchas vermelhas, coceira e inchaço na pele. Mais ainda, o nariz entupido e escorrendo, avermelhamento dos olhos e dores abdominais se configuram como sintomas de alergia moderada.

Entretanto, quando se percebe inchaço nos lábios, língua, orelhas ou olhos deve-se prestar atenção, pois são indicadores de crise alérgica grave. Do mesmo modo, a falta de ar, aperto no peito, arritmia cardíaca e tonturas também são sinais de uma possível crise anifilática.

Apesar dos sintomas serem variados, existem formas certas de tratamento para todos os sintomas, assim como estratégias de prevenção.

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Segredos do Mundo
Fonte: SuperInteressante

Tratamento

Ainda que existam pesquisas que investigam a cura das alergias a amendoim, estima-se que somente 20% das pessoas com essa doença consigam superá-la. Desse modo, os tratamentos mais recomendados relacionam-se àqueles indicados por médicos especializados.

No geral, é recomendado que as pessoas com essas alergias evitem consumir alimentos contendo amendoim na composição. Além disso, indica-se anti-histamínicos e pomadas para alívio dos sintomas nos casos de alergia leve e moderada.

Entretanto, nos casos graves onde há choque anifilático é fundamental que o alérgico estejam portando a própria epinefrina injetável. Em outras palavras, esse é um medicamento injetável que pode ser aplicado a nível intramuscular, subcutânea ou intravenosa.

Porém, a aplicação desse medicamento é uma medida paliativa, pois é fundamental que o indivíduo se dirija a um pronto-socorro para atendimento médico imediato.

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção

Segredos do Mundo
Fonte: Harvard Health

Prevenção da alergia a amendoim

A princípio, dizer que basta não consumir alimentos com amendoim é insuficiente. Porque existem inúmeros alimentos com esse ingrediente na composição, estar atento é uma das medidas, mas não a única.

Na maioria dos casos, qualquer quantidade é suficiente para desencadear uma crise, seja uma comida pronta com amendoim na mistura ou receitas que levam uma medida mínima. Nesse sentido, é importante observar o que se come sempre que possível.

No geral, recomenda-se evitar amendoim em todas as formas. Para isso, é importante ler rótulos, perguntar antes de comprar ou comer certos alimentos, mesmo aqueles que se consome frequentemente e em estabelecimentos conhecidos.

Por outro lado, assim como em outras doenças, uma das melhores formas de prevenção da alergia a amendoim é a identificação precoce da intolerância no organismo. Desse modo, é importante perguntar aos médicos, realizar exames e testes que auxiliem nesse processo.

Posteriormente, pode-se adaptar a dieta e modificar os hábitos. Ainda que seja na infância ou na vida adulta, a prevenção por diagnóstico precoce é uma medida de cuidado com a saúde tão importante quanto os exames rotineiros.

E aí, gostou de conhecer mais sobre alergia a amendoim? Então leia sobre Ovo cru é saudável? O que a ciência diz sobre isso? 

Fontes: Thermo Fisher | News Medical | Tua Saúde | Asbran | Minha Vida | Consulta Remédios

Imagens: Gazeta do Povo | Pinterest | Harvard Health | Dicas de Mulher

Essa matéria Alergia a amendoim, o que é? Sintomas, tratamento e prevenção foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Últimas