Segredos do Mundo História do frevo – Tudo sobre a dança típica pernambucana

História do frevo – Tudo sobre a dança típica pernambucana

De acordo com a história do frevo, trata-se de uma dança pernambucana que teve sua origem em Recife, em uma época pós-abolicionista. Essa matéria História do frevo – Tudo sobre a dança típica pernambucana foi criada pelo site Segredos do Mundo.

O Frevo se baseia em um ritmo de dança proveniente do Recife, em Pernambuco. A princípio, ao final do século XIX e início do século XX, o país enfrentava um período de industrialização e pós-abolicionista. Assim sendo, as marchas militares que ocorriam nas ruas se misturavam com os ritmos, como o maxixe, polca e quadrilha, desenvolvendo a dança e fazendo parte da história do frevo.

Em resumo, essa dança folclórica pode ser dividida em três estilos diferentes, como o frevo de rua, frevo-canção e frevo de bloco. No entanto, apresentam características similares, sendo marcadas por músicas e danças, movimentos acrobáticos e instrumentos de sopro, corda ou pau. Além disso, possui ritmo acelerado, e um figurino bastante colorido, com a presença de sombrinhas.

Portanto, essa dança e a história do frevo são extremamente importantes para a tradição pernambucana. Pois, ela reforça traços característicos desse povo. Mas também reflete características próprias do Brasil. Dessa forma, devido ao seu grande valor cultural, dia 09 de fevereiro é comemorado o Dia do Frevo.

A origem e história do frevo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Folha de Pernambuco

De acordo com a história do frevo, ele se originou na cidade de Recife, em Pernambuco, ao final do século XIX e início do século XX. Destarte, nesse período o país enfrentava um momento de industrialização, urbanização e o surgimento de uma nova classe trabalhadora.

Além disso, vivia-se uma época pós-abolicionismo, e o movimento de modernização do Brasil, promovido pala Proclamação da República. Logo, as tradicionais marchas militares que ocorriam nas ruas se misturaram com ritmos, como maxixe, polca e quadrilha. Dessa forma, um novo ritmo começou a surgir nas ruas da cidade.

Por outro lado, os praticantes de capoeira se reuniam próximos aos locais que ocorriam as marchas militares, praticando suas manifestações. Por isso, os ritmos musicais, as movimentações corporais e os carnavais de rua, criaram um espaço fecundo para o surgimento dessa manifestação. Posteriormente, ela foi nomeada, pelo jornalista Osvaldo da Silva Almeida, de frevo, sendo uma forma distorcida de se referir ao verbo ferver.

História do frevo: Características

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Pinterest

A história do frevo é bastante marcante devido a suas características fortes e originais. A princípio, essa manifestação cultural se caracteriza por uma marchinha acelerada. Ademais, ela incorpora elementos de outras danças folclóricas, maxixe, polca e a capoeira, harmonizando com instrumentos de sopro e percussão. Geralmente, o frevo ocorre em blocos de rua, com caráter alegre e enérgico. Além disso, a orquestra recebe o nome de Fanfarra e os dançarinos de passistas, os instrumentos utilizados são o trombone, trompete, saxofone e a tuba.

Por outro lado, a dança é marcada pelo uso de sombrinhas coloridas, auxiliando os dançarinos na coreografia, para manterem o equilíbrio em seus passos acrobáticos. No entanto, não existe somente um tipo de frevo, ele pode variar, tendo características diferentes. Em síntese, muitas características fortes dessa dança folclórica são:

Composta por músicas e danças. Constituída por movimentos acrobáticos e expansivos. Possui instrumentos de sopro. Presença de elementos do folclore nacional, ou da capoeira. Apresenta ritmo acelerado e enérgico. Mescla figurinos coloridos e alegres com pequenas sombrinhas.

Os tipos dessa dança

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Diário de Pernabuco

Embora o frevo seja uma mesma manifestação cultural, ele pode se expressar de formas diferentes. Isto é, pode ser dividida em três formas de expressão e estilos. De acordo com a história do frevo, os tipos são:

Frevo de rua: É a dança folclórica sem letra de música. Assim sendo, apresenta apenas instrumentos, como tambores, tubas, saxofones, pistões, tubas e clarinetes. Além disso, é um instrumental acelerado, e foi o primeiro estilo a surgir, sendo o mais efervescente de todos. Em suma, as orquestras desfilam pelas ruas tocando. Frevo-canção: Por outro lado, o frevo-canção apresenta letras e cantigas mais lentas. Além disso, as canções abordam em suas letras temas atuais, e não de sentimentos de nostalgia. Frevo de bloco: A princípio, esse tipo abandona o uso de instrumentos de percussão e utilizam os de pau e corda. Dessa maneira, são utilizados violões, bandolins, flautas e cavaquinhos. Por fim, consiste em um estilo mais lento e poético, cujo as letras possuem tom saudosista.

Importância histórica

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Portal Cultura Pernambuco

A história do frevo é extremamente importante, sendo um componente essencial da tradição pernambucana. Pois, ela reforça traços característicos desse povo. Além disso, também reflete características próprias do Brasil. Em resumo, a sua importância para a história pernambucana e brasileira foi oficialmente reconhecida em 2012. Ou seja, quando passou a compor a Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.

Por outro lado, há também a inauguração do Paço do Frevo, em 2014, no Recife. Ademais, esse local busca reunir a história do frevo, essa exuberante forma de expressão cultural. Além disso, o objetivo é valorizar e divulgar a arte que compreende as áreas da dança e da música que fazem parte do folclore brasileiro. Portanto, devido ao seu grande valor cultural, dia 09 de fevereiro é comemorado o Dia do Frevo.

A capoeira como influenciadora na história do frevo como passo de dança

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Portal Cultura Pernambuco

Na década de 1940, Valdemar de Oliveira, estabeleceu uma distinção. Logo, ele determinou que frevo seria a música e a dança associada ao gênero musical. A princípio, essa dança sofreu influência de diversos ritmos: da modinha, da quadrilha, do dobrado, da polca, do maxixe, da valsa e do tango. Ademais, os historiadores, pesquisadores e passistas acreditam que o gingado da capoeira foi uma grande influenciadora.

Em suma, entre o final do século 19 e início do século 20, os capoeiristas acompanhavam clubes e troças, muitas vezes protegendo as orquestras, outras vezes atacando agremiações rivais. Assim sendo, a destreza e força na construção dos movimentos, a preparação física, a ginga, a roda que se forma para dançar e dar visibilidade a quem dança, influenciou a dança, fato importante que faz parte da história do frevo.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Rock – História e evolução do ritmo ao longo das décadas.

Fontes: Na Ponta do Pé, Neo Energia, Info Escola, Toda Matéria, Todo Estudo

Imagens: Pinterest, Folha de Pernambuco, Diário de Pernambuco, Cultura de Pernambuco

Essa matéria História do frevo – Tudo sobre a dança típica pernambucana foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Últimas