Segredos do Mundo Lenda do boto cor-de-rosa – História do bicho que vira homem

Lenda do boto cor-de-rosa – História do bicho que vira homem

A lenda do boto cor-de-rosa é uma das mais populares dentre as histórias indígenas que compõem o acervo do folclore brasileiro. Essa matéria Lenda do boto cor-de-rosa – História do bicho que vira homem foi criada pelo site Segredos do Mundo.

O folclore brasileiro é extremamente rico, especialmente na região Norte, onde a influência indígena se manteve mais presente ao longo da história. Entre as principais histórias populares dentro dessa vasta coleção, está a lenda do boto cor-de-rosa, ao lado de personagens como Iara e Saci-Pererê.

O boto cor-de-rosa é um tipo de golfinho de rio (diferente dos golfinhos comuns, naturais de oceanos) comum na região da Amazônia. Assim como seus parentes dos mares, esses animais são conhecidos por sua inteligência marcante.

Por outro lado, a lenda considera que o boto é capaz de se transformar num jovem belo e carismático e sair das águas. A transformação, no entanto, só acontece em noites de lua cheia.

A lenda do boto cor-de-rosa

Lenda do boto cor-de-rosa - a história do bicho que vira homem

Lenda do boto cor-de-rosa - a história do bicho que vira homem

Segredos do Mundo
Cultura Genial

Segundo a lenda, o boto é capaz de se transformar durante as noites de lua cheia, mas aparece em ocasiões especiais durante as festas juninas. Durante as celebrações, ele troca sua forma animal por uma forma humana e visita as festas com a intenção de atrair mulheres.

Apesar da forma humana, o boto transformado mantém o tom de pele rosado. Além disso, ele também é marcado por ter um nariz grande e um furo no topo da cabeça. Por causa disso, inclusive, ele costuma sempre utilizar um chapéu para disfarçar os traços da transformação incompleta.

Folclore local

Lenda do boto cor-de-rosa - a história do bicho que vira homem

Lenda do boto cor-de-rosa - a história do bicho que vira homem

Segredos do Mundo
Balanço Paraense

Assim que está transformado, o boto cor-de-rosa adota um estilo de galã e conquistador extremamente comunicativo. É assim que ele entre nas festas e bailes da cidade e consegue chamar a atenção das moças locais.

A partir daí, ele passa a atrair as mulheres e escolhe uma delas para se aproximar. Segundo a lenda, o boto utiliza seu carisma para atrair uma jovem para passear em seu barco pelo rio, onde desfrutam de uma noite de amor. A criatura, no entanto, desaparece durante a noite e deixa a mulher abandonada.

Geralmente, além disso ela está grávida da criatura típica do folclore. É por isso, inclusive, que a lenda do boto cor-de-rosa é utilizada para justificar casos de gravidez fora do casamento ou crianças sem pai conhecido.

Cultura popular

A lenda do boto cor-de-rosa é tão difundida no folclore brasileiro que ganhou uma versão num filme dirigido por Walter Lima Jr., em 1987.

Fontes: Brasil Escola, Mundo Educação, Interativa Viagens, Toda Matéria

Imagens: Cultura Genial, Balanço Paraense, Estudo Kids

Essa matéria Lenda do boto cor-de-rosa – História do bicho que vira homem foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Últimas