Segredos do Mundo Manuscrito Voynich – História do livro mais misterioso do mundo

Manuscrito Voynich – História do livro mais misterioso do mundo

O Código Voynich veio à tona em 1912, desde então estudiosos tentam decifrá-lo, descobrir seu autor e revelar o mistério por trás do livro. Essa matéria Manuscrito Voynich – História do livro mais misterioso do mundo foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Você já ouviu falar no Manuscrito Voynich? Para esclarecer, ele consiste num compilado de textos que foram considerados os mais misteriosos e enigmáticos do mundo. Sua história começa em 1912, quando um negociante de livros raros chamado Wilfrid M. Voynich adquiriu um estoque de manuscritos de um colégio jesuíta perto de Roma. Entre eles estava um códice estranho (textos ilustrados em pergaminho) cuidadosamente escrito por um autor desconhecido.

Além disso, a tábula foi grifada por uma escrita elaborada ou sistema de símbolos que nunca foi decifrado. Em 1665, o manuscrito foi enviado ao grande estudioso jesuíta Athanasius Kircher, que também não conseguiu descobrir seu teor. Posteriormente, o manuscrito desapareceu de vista algum tempo depois que Kircher o estudou.

Todavia, o grande decodificador John Manly foi um dos primeiros estudiosos do século XX a examinar o volume. Como resultado, Manly o descreveu como “o manuscrito mais misterioso do mundo”. Pois, um século após ter sido encontrado, ninguém sabia nada sobre o conteúdo do pergaminho. Ademais, o Código Voynich tem sido um Santo Graal para os estudantes de criptografia. Nesse sentido, a pesquisa dos símbolos e das ilustrações com o uso de computadores para analisar padrões, continua a gerar novas teorias sobre o manuscrito.

O que está escrito nas páginas do livro Voynich?

Manuscrito Voynich: conheça a história do livro mais misterioso do mundo

Manuscrito Voynich: conheça a história do livro mais misterioso do mundo

Segredos do Mundo
Fonte: Voynich Folios

O mistério que circunda as 240 páginas de velino do manuscrito é potencializado pelas ilustrações de plantas, cabeças flutuantes, signos do zodíaco, criaturas fantásticas (incluindo dragões), castelos, mulheres tomando banho e símbolos astronômicos. Os estudiosos usaram essas ilustrações para organizar o conteúdo do manuscrito em seis seções principais: botânica, astronômica e astrológica, biológica, cosmológica, farmacêutica e receitas. No entanto, sem a tradução exata do código, seu verdadeiro conteúdo permanece oculto.

Até mesmo o nome do autor do manuscrito permanece um mistério. Dessa forma, existem teorias de que o livro fazia parte da biblioteca do Rodolfo II do Sacro Império Romano-Germânico e foi rastreada até uma venda secreta de livros em 1903 pela Companhia de Jesus em Roma, por exemplo. Ademais, alguns pensam ele que poderia ter sido escrito por Leonardo Da Vinci ou talvez até um monge budista. Por fim, outros acham que pode ser simplesmente uma brincadeira bem elaborada.

Desgastado, amarelado e em estado frágil, o misterioso manuscrito Voynich atualmente fica guardado no porão da Biblioteca de Livros Raros e Manuscritos Beinecke da Universidade de Yale, mas cópias digitalizadas dele estão disponíveis gratuitamente online.

O que se sabe sobre o Manuscrito Voynich?

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo

Segredos do Mundo
Fonte: Voynich Folios

Até o momento, quase todas as tentativas de decifrar o texto do manuscrito falharam. Suas 240 páginas são compostas por uma mistura de letras em latim, números árabes e caracteres desconhecidos. Por causa dos muitos mistérios que cercam seu conteúdo, ele apareceu em programas de TV, livros, músicas e até mesmo em games. No entanto, após três anos de análise, o egiptólogo alemão Rainer Hannig acredita que deu o primeiro passo para decifrar o código e traduzir a obra.

Nesse sentido, ele descobriu que a linguagem do manuscrito era baseada no hebraico. A partir de sua análise, Hannig concluiu que o texto deve ter sido escrito numa língua semítica e, dadas as imagens europeias nas ilustrações do livro, ele reduziu as opções para árabe, aramaico ou hebraico, ou seja, línguas faladas por estudiosos europeus da Idade Média. Assim, depois de identificar uma conexão entre certos caracteres Voynich e o hebraico, ele conseguiu traduzir as primeiras palavras e posteriormente, algumas frases completas.

Em 2017, outro pesquisador Nicholas Gibbs, afirmou que teria desvendado o mistério diante de tantos outros que falharam. Gibbs afirmou que o manuscrito era uma antologia copiada de outros manuscritos, e que a escrita misteriosa era uma versão idiossincrática de um sistema conhecido de abreviações latinas. Com base nisso, Gibbs concluiu que o livro era um manual médico sobre a saúde da mulher.

Mistério revelado?

Manuscrito Voynich: conheça a história do livro mais misterioso do mundo

Manuscrito Voynich: conheça a história do livro mais misterioso do mundo

Segredos do Mundo

Todavia, pesquisadores e especialistas se mostraram céticos perante a revelação de Gibbs, e concordam que a tradução real do Código Voynich precisará de alguns anos de trabalho, pois será necessário um aprofundamento maior nas línguas medievais e na terminologia de textos botânicos e médicos.

Gostou de saber um pouco mais sobre essa história? Então, clique e leia: Manuscritos do Mar Morto – O que são e como foram encontrados?

Fontes: Aventuras na História, Mega Curioso, Super Interessante

Fotos: Voynich Folios

Essa matéria Manuscrito Voynich – História do livro mais misterioso do mundo foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Últimas