Segredos do Mundo Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

As zebras são mamíferos da família dos equídeos, como os cavalos e burros. Entretanto, apresentam algumas peculiaridades. Essa matéria Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Primeiramente, as zebras são mamíferos que fazem parte da família dos equídeos, a mesma dos cavalos e burros. Além disso, são da ordem Perissodactyla, o que significa que possuem dedos em número ímpar em cada pata. No geral, habitam savanas, na região da África do Sul e África Central.

Ao contrário dos membros de sua família, a zebra não é um animal domesticado. Em outras palavras, podem apresentar comportamentos agressivos, tanto para fugir de predadores quanto para se defender. Mais ainda, são animais sociais, pois andam em grandes grupos.

No que diz respeito às listras em seu corpo, existem discussões a respeito da ordem na comunidade científica. Basicamente, há quem afirme que as zebras são animais brancos com listras pretas e tem quem diga ao contrário. De qualquer modo, essa característica exterior é como a impressão digital nos seres humanos, pois seu formato muda entre cada animal.

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Segredos do Mundo
Fonte: Pixabay

Características gerais

Antes de mais nada, as zebras são herbívoras, ou seja, se alimentam majoritariamente de capim. Nesse sentido, costumam migrar cerca de 500km entre diferentes estações para encontrar ambientes com maior oferta de alimentos, fazendo-o em grandes grupos.

Porque são da mesma família dos cavalos, as zebras compartilham algumas características com seus semelhantes. Em especial no porte físico, pois os animais listrados têm entre 1,20 e 1,40 metros de altura e podem pesar entre 181 e 450 quilos. Além disso, apresentam uma expectativa de vida de 20 a 30 anos na natureza, mas vivem até 40 anos em zoológicos.

Por outro lado, esses mamíferos comunicam-se entre si através de sons e expressões faciais. Curiosamente, costumam se cumprimentar tocando os narizes.

A princípio, as fêmeas costumam ter um filhote por ano, além de viver com eles em pequenos grupos liderados por um macho-alfa. Entretanto, há espécies cujas fêmeas coexistem sem a necessidade de um macho, como é o caso da zebra-de-grevy. Juntamente com esse fato, vale citar que os filhotes costumam ser capazes de levantar e caminhar vinte minutos após o parto.

Desse modo, a designação dos agrupamentos de zebras recebe o nome de harém, pois pode ser formado por dezena de animais. Ademais, esses animais chegam a formar manadas mistas com antílopes.

Como consequência da baixa taxa reprodutiva e da exploração humana desses animais, as zebras correm risco de extinção. A fim de combater o desaparecimento de algumas espécies, como a da zebra-das-montanhas, cientistas têm trabalhado em alternativas de reprodução em cativeiro. Porém, os filhotes são soltos na natureza eventualmente.

Quais são as espécies de zebra?

Como citado anteriormente, existem três espécies de zebras identificadas na natureza, cada uma com características específicas em relação ao grupo. Conheça-as a seguir:

1)  Zebras-de-Grevy (Equus greyvi)

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Segredos do Mundo
Fotografia de uma Zebra-de-grevy Fonte: Lisboa Green Capital

Basicamente, essa espécie representa os maiores equídeos selvangens. No que diz respeito ao comportamento em grupo, os machos costumam viver em grandes haréns com outras fêmeas, e só aceitam a presença de outros machos se não representarem ameaça. Porém, as fêmeas podem mudar de grupo, de acordo com a disponibilidade de alimento na região.

Além disso, acredita-se haver certa hierarquia entre as fêmeas dessa espécie. Por fim, costumam permanecer nos grupos com filhotes até que o potro complete cinco anos, no caso dos machos, ou três anos, no caso das fêmeas.

2) Zebras-das-planícies (Equus quagga)

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades

Segredos do Mundo
Zebra-das-planícies – Fonte: Zoológico de Brasília

Primeiramente, essa espécie é conhecida como zebra comum, e costuma ser mais conhecida entre as pessoas. Entretanto, a zebra das planícies divide-se em várias subespécies. Além disso, os machos costumam ser maiores que as fêmeas.

Por essa perspectiva, vale relembrar que essa espécie integra os grandes processos migratórios das savanas africanas. Nessa migração, costumam misturar-se com outras espécies. No geral, são encontradas em pastagens sem árvores, mas também em ambientes tropicais e temperados.

3) Zebra-das-montanhas (Equus zebra)

Fotografia de um animal para ilustração do item

Fotografia de um animal para ilustração do item

Segredos do Mundo
Zebra-das-montanhas – Fonte: Estudo dos Animais

Também chamada de zebra-da-montanha, o próprio nome da espécie denuncia o habitat em que vive, pois é encontrado em regiões montanhosas da África do Sul e Cabo Ocidental. Geralmente, as zebras dessa categoria alimentam-se de grama, porém, quando há escassez podem se alimentar de arbustos e pequenas árvores.

Curiosidades

No geral, grande parte das curiosidades e dúvidas a respeito das zebras está relacionado às listras. Como citado anteriormente, as listras desses mamíferos são originais e únicas como a impressão digital dos seres humanos. Desse modo, cada animal possui um tipo de listra, que apesar de seguir as características da espécie tende a variar entre largura e o padrão.

Além disso, existem incontáveis teorias sobre o motivo e função desses padrões nas zebras. Comumente, acredita-se que as listras atuem como ferramenta de camuflagem para que elas confundam os predadores ou não sejam percebidas. Porque andam em grandes agrupamentos, essas espécies podem confundir a visão do predador ao serem avistadas aglomeradas.

Por outro lado, existem estudos que comprovaram que as listras ajudam na regulação da temperatura corporal. Em especial durante o período de verão na região das savanas onde esses animais vivem, pois o calor pode chegar a elevadas temperaturas.

No que diz respeito às estratégias de defesa, as zebras são animais sociáveis e “familiares”, pois costumam andar sempre juntas e proteger os membros de seu agrupamento. Como exemplo, pode-se citar que existem costumes entre esses animais de afugentar um predador ao se juntarem ao redor de uma zebra ferida.

Apesar de parecerem simples animais, esses mamíferos possuem um potente coice, capaz de matar um leão ou ferir seus predadores gravemente. Ademais, também são ágeis corredoras, se locomovendo em ziguezague para desnortear o perseguidor e escapar com vida.

E aí, gostou de conhecer sobre as zebras? Então leia sobre Lesma-do-mar – Principais características desse animal peculiar.

Fontes: Escola Britannica | InfoEscola | Brasil Escola | Jornal Ciência

Imagens: Pixabay | Lisboa GC | Estudo dos Animais | Zoológico de Brasília 

Essa matéria Zebras, quais são as espécies? Origem, características e curiosidades foi criada pelo site Segredos do Mundo.

Últimas