Hora 7 Sobrinho é acusado de comer cabeça decapitada da tia com sopa de pimenta

Sobrinho é acusado de comer cabeça decapitada da tia com sopa de pimenta

Suspeito foi indiciado por canibalismo, após assassinar a mulher com um facão em fazenda da área de Oju, na Nigéria

Resumindo a Notícia

  • Um nigeriano é suspeito de matar a tia a golpes de facão, na fazenda onde ela trabalhava.
  • Após o ato, ele foi flagrado comendo a cabeça da mulher junto com sopa de pimenta.
  • O homem já era tido pela comunidade onde vive como 'mentalmente perturbado'.
  • Ele acabou detido, interrogado e aguarda julgamento.
Sobrinho é acusado matar a tia e usar a cabeça decapitada dela em sopa de pimenta

Sobrinho é acusado matar a tia e usar a cabeça decapitada dela em sopa de pimenta

Montagem/R7, com Pexels e CCBY/Nancy Nwachukwu — 18/9/2014

Um sobrinho é suspeito de assassinar a esposa do tio a golpes de facão, na fazenda onde a mulher trabalhava, na área de Oju, na Nigéria. No entanto, ainda mais chocante do que a violência do delito, foi o desenrolar dele: Jeremiah Ode, 45, foi flagrado por parentes comendo a cabeça de Priscilla Adoga, 65, junto com sopa de pimenta no local do crime.

De acordo com o jornal nigeriano Daily Post, o homem já era tido pela comunidade onde vive como "mentalmente perturbado". Após a descoberta chocante, ele acabou detido e interrogado pelas autoridades da região.

No relato, Jeremiah contou ter travado uma luta de facões com Priscilla, dentro da propriedade rural. Até que em dado momento, conseguiu dominá-la.

Vale o clique: Jovem fica com 'olhos de zumbi' após fazer extensões de cílios: 'Achei que ficaria cega'

Questionado sobre o porquê do ato hediondo, o homem de meia-idade se limitou a responder que havia começado pela cabeça, mas pretendia consumir o corpo todo em seguida.

Ainda assim, segundo o blog local Stateflash, "a polícia considerou a narração muito normal para ser a de um homem louco e, portanto, decidiu processá-lo."

Como já se declarou culpado pelo crime, Jeremiah permanece atrás das grades e foi indiciado por canibalismo. Ele aguarda julgamento marcado para o dia 11 de novembro.

Já um restaurante vegetariano servia carne humana nas refeições, após um assassinato no local. Confira:

Últimas