Hora 7 Sumiço de casas em rua habitada é o novo mistério do Google Maps

Sumiço de casas em rua habitada é o novo mistério do Google Maps

Via da cidade de Clairton, nos EUA, possuía várias residências. Hoje está vazia e bloqueada com placas que proíbem a entrada

  • Hora 7 | David Plassa, do R7

Resumindo a Notícia

  • Casas de uma rua nos EUA simplesmente desapareceram de uma década para outra.
  • A descoberta veio à tona por meio do Google Maps e compartilhada no TikTok.
  • As imagens mostram a via vazia e bloqueada em 2019, mas repleta de imóveis em 2007.
  • Apesar de uma lenda que ronda o local, a explicação da mudança é apenas imobiliária.
Desaparecimento de casas em rua outrora habitada assombrou usuários do Google Maps

Desaparecimento de casas em rua outrora habitada assombrou usuários do Google Maps

Montagem/R7, TikTok/@googlemapsfun

Foram necessários 12 anos para que todas as casa de uma rua da cidade de Clairton, na Pensilvânia (EUA), sumissem do mapa. Mais especificamente, do Google Maps.

O mistério veio à tona no TikTok, por meio de um perfil especializado em identificar absurdos no serviço de mapeamento do gigante das buscas.

As imagens mostram uma via identificada como Lincoln Way em dois períodos. O primeiro, em 2019, com a rua vazia e bloqueada por placas que proíbem a entrada. Já no segundo, quando o autor do vídeo avança virtualmente pelo local, nos deparamos com um registro de 2007, onde carros e residências ainda ocupavam a área.

Realidades distintas que levam à pergunta do início da gravação: "Qual a história por trás disso?"

Em busca de uma resposta, o tiktoker resgatou uma lenda urbana conhecida como "Monstro da Lincoln Way". Segundo ele, boa parte das casas dessa rua já estavam abandonadas há mais de uma década. O que poderia estar ligado à atividade da criatura descrita nas legendas como "maior do que um cavalo", matadora de pessoas e ladra de pets.

Vale o clique: Recepcionista de bilhar é atingida por bola branca no meio da testa

No entanto, o próprio usuário escreveu ser improvável que moradores tenham deixado tudo para trás, por causa de uma história que provavelmente não é verdade.

E ele tem total razão. De acordo com postagem no blog de uma imobiliária local chamada Grounded, a Lincoln Way já foi um "enclave rico" para afro-americanos, segregados de comunidades próximas na primeira metade do século XX. A maioria dos habitantes trabalhavam em uma usina siderúrgica da região.

Leia mais! Emergência é chamada para salvar mulher no mar, mas era boneca

Mas, o isolamento da rua acabou sendo decisivo para que as futuras gerações buscassem outras localidades onde viver. A última casa, por exemplo, foi desocupada em 2012.

Casa da Lincoln Way pouco antes de ser demolida, em 2017

Casa da Lincoln Way pouco antes de ser demolida, em 2017

Reprodução/groundedpgh.org

"O mesmo isolamento que deu à rua seu forte senso de comunidade em seu auge também levou ao seu fim", afirma o texto da imobiliária.

Com a saída dos moradores, o valor das propriedades despencou e muitos nem tentaram vender os imóveis. Simplesmente os abandonaram.

Já um óvni registrado em uma imagem do Google Street View foi identificado. Entenda abaixo!

Últimas