A guerra de propaganda por trás do reaparecimento de menino sírio símbolo da guerra

Omran foi retirado de escombros em Aleppo após forte bombardeio em 2016

Você se lembra do menino que se tornou símbolo da guerra na Síria?

Omran foi retirado de escombros em Aleppo após forte bombardeio.

A imagem, que correu o mundo, ilustrou o sofrimento da população civil diante da guerra.

Muitos acusaram os governos sírio e russo pelo bombardeio em áreas residenciais.

Mas segundo a imprensa estatal síria, o menino foi, na verdade, salvo por forças do governo.

Coalizão internacional ataca forças pró-regime na Síria

A ex-modelo canadense que largou tudo para combater o Estado Islâmico na Síria

Um novo vídeo mostra que Omran já estaria bem - e mostra também como a guerra civil da Síria também vem sendo disputada no campo da propaganda.

No novo vídeo, o pai dele declara apoio ao presidente Bashar al Assad e diz que as imagens do filho foram usadas pela oposição e pela imprensa internacional para atacar o líder sírio.

Assad acusou os Capacetes Brancos, o conhecido grupo de voluntários locais que disse ter resgatado Omran, de propaganda enganosa.

O governo sírio e sites pró-Rússia acusam os Capacetes Brancos de servirem interesses de grupos rebeldes.

Um vídeo recente deles, em que realizam um "desafio do manequim" em meio a escombros da guerra, foi distribuído pelas Forças Revolucionárias da Síria, um dos principais grupos de oposição.

Lideranças dos Capacetes Brancos disseram que dois de seus voluntários participaram do vídeo, mas que este não fora sancionado pelo grupo.