Acampamentos na ilha de Lesbos têm primeiros casos de covid-19

Migrantes infectados vieram da Turquia há uma semana. Testes foram realizados aleatoriamente e restante do grupo será examinado 

Ilha de 
Lesbos registra primeiros casos de covid-19

Ilha de Lesbos registra primeiros casos de covid-19

Elias Marcou/Reuters - 13.5.2020

O governo da Grécia diagnosticou, conforme publica nesta quarta-feira (13) a imprensa local, os dois primeiros casos de covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, entre migrantes e refugiados que chegaram faz uma semana na ilha de Lesbos, vindos da costa da Turquia.

De acordo com os veículos de comunicação, essas pessoas estão isoladas em um campo provisório em Megala Therma, alugado pelo Ministério de Migração. O local está sendo utilizado para colocar em quarentena todos que chegam em Lesbos.

Os diagnósticos foram feitos em mostra aleatória de testes, com nove dos 70 migrantes e refugiados que desembarcaram durante a última semana na ilha.

A previsão é que hoje seja realizado exame com o restante das pessoas que estão no campo provisório, assim como policiais, agentes da Guarda Costeira e outros funcionários que tiveram contato com os recém-chegados.

Até o momento, não havia sido registrado qualquer caso de Covid-19 entre refugiados na ilha de Lesbos.

Organizações não-governamentais vêm pedindo para que o governo da Grécia apresente um plano de prevenção, para evitar uma tragédia nos campos super lotados, já que consideram insuficiente a retirada de 2,5 mil pessoas das instalações para outras no continente, como anunciado anteriormente.