Internacional Acusado de ser espião dos EUA, homem é executado e pendurado em traves de gol por membros da Al Qaeda

Acusado de ser espião dos EUA, homem é executado e pendurado em traves de gol por membros da Al Qaeda

Gesto seria "alerta" para outros possíveis agentes infiltrados na rede terrorista

Acusado de ser espião dos EUA, homem é executado e pendurado em traves de gol por membros da Al Qaeda

Homem foi executado a tiros e pendurado em uma trava de gol

Homem foi executado a tiros e pendurado em uma trava de gol

REUTERS/Stringer

Membros da Al Qaeda executaram um iemenita acusado de ser um agente infiltrado e o amarraram na trave de um gol em um campo de futebol para servir como “alerta” para outros possíveis agentes infiltrados na organização. O gesto foi registrado em imagens divulgadas pela agência de notícias Reuters.

O homem, que ainda não foi identificado, recebeu acusações de estar espionando a rede terrorista para os Estados Unidos. Por isso, ele foi executado a tiros na província de Hadhramout, sudeste do Iêmen.

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

Homem das cavernas: iraniano não toma banho há 60 anos

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, um panfleto distribuído pela Al Qaeda aos moradores da província afirma que o iemenita havia colocado microchips em carros e casas usados por membros da rede para guiar mísseis disparados por drones norte-americanos.

Autoridades de segurança do país disseram que o homem foi morto por um pelotão de fuzilamento e seu corpo foi deixado exposto como exemplo para outras pessoas que possam se aliar de alguma forma aos Estados Unidos.

A Al Qaeda exerce um poder significativo em áreas remotas do sul do Iêmen, onde a autoridade do Estado é quase inexistente.