Novo Coronavírus

Internacional África do Sul entra 'tecnicamente' na terceira onda de covid-19

África do Sul entra 'tecnicamente' na terceira onda de covid-19

Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis contabilizou que o país registrou mais de 9 mil casos da doença nas últimas 24 horas

AFP
País registrou 9 mil casos da doença nas últimas 24 horas

País registrou 9 mil casos da doença nas últimas 24 horas

EFE/EPA/Kim Ludbrook

A África do Sul "tecnicamente" entrou na terceira onda da pandemia de covid-19, com mais de 9 mil novos casos nas últimas 24 horas, anunciou o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis (NICD) nesta quinta-feira (10).

Os números dos últimos sete dias indicam que "a África do Sul entrou tecnicamente na terceira onda", explicou a entidade num tuíte, que compila diariamente os números da covid-19.

A África do Sul é o país mais afetado pelo coronavírus no continente africano.

No final de 2020, o país sofreu uma segunda onda que causou mais de 10 mil novos casos da doença por dia. Até o momento, a Africa do Sul registou mais de 1,7 milhão de casos e 57.410 mortes, das quais 100 ocorreram nas últimas 24 horas.

Junto ao Egito, Tunísia, Uganda e Zâmbia, a África do Sul acumula três quartos dos novos casos da covid-19 no continente africano.

O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, anunciou no final de maio uma retomada às medidas mais rígidas, como a ampliação do toque de recolher, o fechamento do comércio de serviços não essenciais às 22h00 e reuniões públicas limitadas.

Últimas