Internacional Air China encerra rota Pequim-Havaí em meio a novas tensões comerciais

Air China encerra rota Pequim-Havaí em meio a novas tensões comerciais

Companhia aérea afirmou que reembolsará o custo completo da passagem dos viajantes que tenham reservado seus voos a partir da data do fim da rota

A companhia aérea estatal chinesa Air China anunciou nesta terça-feira que "deixará de operar a rota CA837/8 Pequim-Havái-Pequim a partir do dia 27 de agosto "devido a projeto do mapa de rotas, organização da capacidade e outros motivos".

Leia mais: China anuncia suspensão da compra de produtos agrícolas dos EUA

Em comunicado publicado em seu site, a companhia aérea afirmou que reembolsará o custo completo da passagem dos viajantes que tenham reservado seus voos a partir da data do cancelamento da rota.

A notícia foi dada em um contexto de crescente tensão entre China e EUA, desde que, na quinta-feira passada, o presidente americano, Donald Trump, antecipou um aumento das tarifas de 10% para exportações chinesas avaliadas em US$ 300 bilhões, dentro do contexto da guerra comercial entre ambas as potências iniciadas há ano e meio.

Em resposta a esse aumento de encargos, o Ministério de Comércio chinês anunciou que suas empresas deixariam de comprar produtos agrícolas americanos.

Além disso, nesta segunda-feira, o iuane caiu abaixo da barreira psicológica dos 7 iuanes por dólar, uma circunstância que não acontecia desde 2008, o que provocou uma nova reação por parte de Washington, que acusou a China de "manipuladora de divisas".