Novo Coronavírus

Internacional Alberto Fernández retomará atividades após contrair covid-19

Alberto Fernández retomará atividades após contrair covid-19

Duas semanas depois do diagnóstico e de permanecer isolado, presidente argentino não tem mais sintomas e está liberado

Presidente da Argentina contraiu covid-19 após receber a vacina Sputnik-V

Presidente da Argentina contraiu covid-19 após receber a vacina Sputnik-V

Alberto Valdes / EFE - Arquivo

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, que foi diagnosticado com covid-19 há quase duas semanas, retomará amanhã suas "atividades habituais". O mais recente boletim divulgado pela Unidade Médica Presidencial informou nesta quarta-feira (14) que ele está assintomático e "evoluindo favoravelmente".

Leia também: Sem máscaras, 200 alunos de Medicina fazem festa na Argentina

"É relatado que nesta quinta-feira, 15, ele retomará suas atividades habituais. Ele continuará com os exames médicos habituais após ter sofrido um caso de covid", diz o texto.

Fernández anunciou na madrugada de 3 de abril que, depois de apresentar temperatura de 37,3ºC e "uma leve dor de cabeça", se submeteu a um teste de antígeno, que deu positivo. No dia seguinte, um exame PCR confirmou o resultado.

Alguns dias depois, o governante, de 62 anos, afirmou acreditar que teve um quadro leve de covid-19 por ter recebido a vacina russa Sputnik V - a primeira dose em janeiro, e a segunda, em fevereiro.

O presidente argentino permaneceu isolado na residência oficial de Olivos, ao norte de Buenos Aires, mas continuou exercendo o cargo e participando de reuniões por teleconferência.

Últimas