Novo Coronavírus

Internacional Alemanha deve fechar comércio e escolas para conter covid

Alemanha deve fechar comércio e escolas para conter covid

Angela Merkel deve anunciar em reunião com autoridades locais um plano que ampliará isolamento a partir da próxima quarta-feira (16) 

  • Internacional | Do R7 com Efe

Chanceler alemã, Angela Merkel, determina bloqueio

Chanceler alemã, Angela Merkel, determina bloqueio

Hannibal Hanschke/Reuters - 09.12.2020

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, se reuniu nesta manhã de domingo (13) com líderes estaduais para definir um isolamento mais rígido no país a partir da próxima quarta-feira (16). A proposta do governo é fechar o comercial e escolas para conter o avanço da covid-19

A chanceler Angela Merkel e os chefes dos 16 estados federados concordaram, em uma teleconferência, dar esse passo que representa um aumento das restrições à vida pública e à atividade comercial em vigor desde novembro.

De acordo com informações do DW (Deutsche Welle), os relatórios do governo sugerem que o comércio feche apenas nove dias antes do Natal. Apenas lojas essenciais poderão abrir a partir da próxima quarta-feira.

Escolas e creches só devem voltar no dia 10 de janeiro. Ainda, segundo informações do DW, as empresas serão solicitadas a serem flexíveis com os pais que não têm cobertura de creche devido ao fechamento de centros de ensino.

A recomendação do governo é que as empresas optem pelo trabalho remoto. A proibição de viajar foi mantida.

Alemanha tem segundo dia com mais mortes por covid-19

Para as festas de Natal, de 24 a 26 de dezembro, o projeto prevê reuniões de no máximo 5 adultos e crianças até 14 anos, mas não mais do que duas famílias.

Nas últimas semanas, a Alemanha fechou bares e restaurantes, mas as medidas não conseguiram barrar o avanço do coronavírus e o aumento da taxa de infecção.

Alemanha registra maior número de mortes por covid-19 desde abril

De acordo com o site alemão, neste domingo, o Instituto Robert Koch de Doenças Infecciosas da Alemanha relatou 20.200 novas infecções e 321 mortes. A capacidade das unidades de terapia intensiva do país estão em um nível crítico, e os médicos alertaram que apenas 5 a 10% dos leitos de terapia intensiva estão disponíveis em algumas partes do país.

O recorde diário em número de infecções e óbitos ocorreu na última sexta-feira (11), com 29.875 casos novos e 598 mortes.

No total, a Alemanha registrou 1.320.716 infecções pelo novo coronavírus (mais de 1,5% da população), das quais 21.787 pessoas morreram.

Últimas