Internacional Alunos e professores vacinados não precisarão usar máscaras nos EUA

Alunos e professores vacinados não precisarão usar máscaras nos EUA

Com avanço da vacinação, governo federal deixará regras para máscaras em escolas fundamentais e médias a cargo das escolas

Com vacinação de crianças e adolescentes, uso de máscara ficará a cargo das autoridades escolares

Com vacinação de crianças e adolescentes, uso de máscara ficará a cargo das autoridades escolares

Mario Tama / Getty Images via AFP - 6.7.2021

Alunos e professores vacinados contra a covid-19 não precisarão mais usar máscaras nas aulas nos Estados Unidos quando o ano letivo começar, de acordo com recomendações das autoridades de saúde, atualizadas nesta sexta-feira (9).

Leia também: Biden alerta sobre variante Delta e incentiva vacinação contra covid-19

Essas novas diretrizes para escolas de ensino fundamental e médio estão alinhadas com aquelas para adultos.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) anunciaram em maio que os americanos vacinados poderiam parar de usar máscaras, mas os conselhos de saúde das escolas seguiram recomendando seu uso.

“Em ambientes internos, o uso de máscaras é recomendado para pessoas que não foram totalmente vacinadas”, afirmam as novas recomendações. “Isso inclui alunos, professores e funcionários”, escreve o CDC, que é o principal órgão federal de saúde pública do país.

No entanto, os estabelecimentos permanecem livres para seguir ou não essas instruções.

“Dependendo das necessidades dos habitantes, os funcionários da escola podem decidir que o uso da máscara é um requisito universal (ou seja, obrigatório independentemente do estado de vacinação)”, especifica o CDC.

Esses motivos podem incluir uma alta taxa de transmissão do vírus a nível local, ou mesmo "dificuldades em fazer cumprir as instruções para o uso de máscaras que não são universais".

As autoridades sanitárias destacam que a reabertura das escolas para as aulas "presenciais" é "uma prioridade" e enfatizam a necessidade de alcançar o máximo da população com a imunização, "uma das estratégias mais importantes para ajudar a retomar a atividade escolar de modo seguro".

Últimas