Internacional Americanos produzem munições com carne de porco para impedir muçulmanos de irem para o paraíso

Americanos produzem munições com carne de porco para impedir muçulmanos de irem para o paraíso

A iniciativa é um protesto contra a ideia de criar um centro de cultura islâmico próximo ao Ground Zero em NY

Americanos produzem munições com carne de porco para impedir muçulmanos de irem para o paraíso

As munições, chamadas Jihawg Ammo, foram revestidas com carne de porco e fundidas com a imagem do animal

As munições, chamadas Jihawg Ammo, foram revestidas com carne de porco e fundidas com a imagem do animal

Getty Images

A South Fork Industries, sediada no Estado americano de Idaho, produziu uma munição específica para matar mulçumanos. A empresa alega que essa é uma “forma de se defender daqueles que comentem atos violentos em nome do islamismo”.

Segundo o jornal Huffington Post, esta é uma iniciativa de um grupo de entusiastas por armas que se irritaram com a ideia de criar um centro de cultura islâmica próximo ao Ground Zero em Nova York, onde estavam localizadas as Torres Gêmeas.

Deficiente mental escravizada por dois anos foi obrigada a fazer vídeo agredindo a filha, diz advogado

Decapitações, estupros e tortura: a humanidade foi esquecida na Síria

Acampamento de guerra: de férias na escola, meninos palestinos recebem treinamento militar

As munições, chamadas Jihawg Ammo, foram revestidas com carne de porco e fundidas com a imagem do animal para tornar os projéteis “impuros” e impedir que os mulçumanos atingidos entrem no paraíso. Uma vez que a cultura islâmica considera pecado comer carne de porco.

De acordo com o jornal americano, no site da companhia as munições são anunciadas como “paz por meio dos porcos”. Também há anúncios como “coloque um pouco de pecado de Mohamed”.

A empresa responsável pela fabricação das munições não quis se pronunciar sobre os assuntos.

Os cinco escândalos que rondam Obama

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia