Internacional Ao menos 3 bebês nasceram durante retirada do Afeganistão

Ao menos 3 bebês nasceram durante retirada do Afeganistão

Uma das crianças veio à luz quando o avião onde sua mãe estava em trabalho de parto ia do Catar para a Alemanha

Agência EFE
A mãe deu à luz uma menina saudável logo após o pouso na Alemanha

A mãe deu à luz uma menina saudável logo após o pouso na Alemanha

Força Aérea do Afeganistão / Divulgação via EFE - 21.8.2021

Pelo menos três bebês nasceram durante a operação de retirada de pessoas do Afeganistão, um deles uma menina afegã cuja mãe entrou em trabalho de parto quando o voo militar americano no qual ela estava sendo transportada estava pousando na Alemanha.

Leia também: Refugiada afegã dá à luz dentro de avião com destino à Alemanha

A informação foi confirmada nesta segunda-feira pelo chefe do Comando de Transporte das Forças de Transporte dos EUA (Ustranscom), Stephen Lyons, em entrevista coletiva no Pentágono.

A menina nasceu no último sábado, quando o avião carregando sua mãe, um C-17 da Força Aérea Americana, pousou na base americana em Ramstein, procedente do Catar.

Outros dois bebês nasceram durante as operações de retirada de pessoas do território afegão, mas Lyons não deu detalhes a respeito.

"Fico feliz com as notícias sobre a menina que nasceu quando o voo estava pousando em Ramstein. Na verdade, tem havido mais. É incrível, a operação em curso é incrível, é um trabalho impressionante de nossos excelentes soldados", enalteceu o comandante.

Durante o voo que a transportou de uma base intermediária no Oriente Médio, neste caso o Catar, a mulher entrou em trabalho de parto e começou a ter complicações devido à baixa pressão sanguínea. O piloto decidiu iniciar uma descida para aumentar a pressão do ar dentro da aeronave, o que ajudou a salvar a vida da mãe e a estabilizar sua situação.

Ao pousar, uma equipe médica embarcou na aeronave para atender a mulher, que deu à luz no compartimento de carga. Ela e a recém-nascida levadas para um centro de saúde próximo e estão em boa saúde.

Não se sabe se os outros bebês nasceram a bordo de aeronaves ou se vieram à luz em uma das bases nos países aliados que os Estados Unidos estão utilizando para processar os casos de afegãos que desejam reassentamento em outros territórios.

Últimas