Internacional Aos 106 anos, morre Nicholas Winton, o 'Schindler britânico'

Aos 106 anos, morre Nicholas Winton, o 'Schindler britânico'

Ele ficou famoso por ter salvado 669 crianças na Segunda Guerra

Aos 106 anos, morre Nicholas Winton, o 'Schindler britânico'

No mundo, vivem cerca de 6 mil pessoas que devem a própria vida ao heroísmo de Winton

No mundo, vivem cerca de 6 mil pessoas que devem a própria vida ao heroísmo de Winton

Reuters
Morreu nesta quarta-feira (1º), aos 106 anos, Nicholas Winton, considerado o "Oskar Schindler britânico" por ter salvado 669 crianças dos horrores nazistas da Segunda Guerra Mundial. Nascido em 1909, em Londres, ele era filho de pais descendentes de judeus alemães. Antes do início do maior conflito do século passado, Winton realizou uma viagem a Praga, na então Tchecoslováquia. Na cidade, descobriu os riscos aos quais estavam submetidos os refugiados provenientes da região dos Sudetos, recém-anexada pela Alemanha, e começou a planejar uma evacuação de crianças que poderiam ser mandadas para campos de concentração. Ele trabalhou em duas frentes. Por um lado, organizou oito trens e persuadiu os alemães a não bloquearem a operação. Por outro, fez uma intensa campanha nos jornais de seu país para encontrar famílias que pudessem receber os pequenos. A história do "Schindler britânico" veio à tona há 50 anos, quando sua mulher, Greta, encontrou no sótão da residência do casal um álbum fotográfico referente ao período em que seu marido estivera em Praga. No mundo, vivem cerca de 6 mil pessoas que devem a própria vida ao heroísmo de Winton, incluindo os descendentes das crianças resgatadas.
    Access log