Aos 84 anos, Mujica volta a ocupar vaga no Senado uruguaio

Apesar da idade avançada, ex-presidente decidiu voltar ao Senado para tentar ajudar sua coalizão a atrair eleitores 

Ex-presidente do Uruguai, José Mujica

Ex-presidente do Uruguai, José Mujica

EFE/Federico Anfitti/28.10.2019

O ex-presidente do Uruguai José Mujica, que governou o país de 2010 a 2015, confirmou o favoritismo nas eleições do domingo (27) passado e, aos 84 anos, voltou a ocupar uma vaga no Senado uruguaio com a lista de candidaturas mais votada da coalizão de esquerda Frente Ampla (FA).

Com 93,99% da apuração oficial concluída, a lista 609, da ala Movimento de Participação Popular (MPP), cujo líder é o ex-mandatário, obteve 262.124 votos.

Sendo assim, Mujica iniciará um novo mandato parlamentar depois de ter renunciado, em 2018, ao cargo de senador desde 2015 para tirar "uma licença antes de morrer de velhice".

O ex-presidente nunca deixou de aparecer em atos oficiais e partidários. Sempre que é visto entre a multidão, Mujica é um dos mais aclamados tanto pelo público como pela imprensa.

Apesar da idade avançada, Mujica decidiu voltar ao Senado para tentar ajudar a coalizão a atrair eleitores em busca de um quarto mandato presidencial consecutivo.

As eleições uruguaias realizadas no domingo confirmaram as previsões, que apontavam para uma das disputas mais apertadas dos últimos tempos.

O candidato governista, Daniel Martínez, obteve 40% dos votos, enquanto o opositor Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional (PN, centro-direita), somou 30% e mobilizou os demais candidatos que conseguiram representação parlamentar para o próximo governo a integrarem uma coalizão para destronar a Frente Ampla.