Após Messi, radicais islâmicos usam Neymar para ameaçar Copa de 2018

Grupo terrorista ameaça atacar evento com lobos solitários

Após Messi, radicais islâmicos usam Neymar para ameaçar Copa de 2018

Imagem de nova ameaça dos extremistas mostra Neymar e Messi

Imagem de nova ameaça dos extremistas mostra Neymar e Messi

Reprodução/twitter.com

Após divulgar uma foto de Messi para alertar sobre um possível ataque terrorista à Copa do Mundo na Rússia, que ocorre em 2018, um grupo ligado ao Daesh (mais conhecido como Estado Islâmico) divulgou uma imagem do brasileiro Neymar em uma nova ameaça, revelou o SITE, um portal que monitora a atividade dos jihadistas na internet.

A cena lembra os episódios de degolamento, usadas pelo grupo terrorista para mostrar a morte de reféns estrangeiros ao longo dos últimos anos. Ao lado do brasileiro, que está de joelhos e com uma roupa laranja, aparece o corpo de Messi já morto.

"Vocês não terão segurança até que a gente viva isso nos países muçulmanos", diz a ameaça.

Grupo radical islâmico ameaça Copa de 2018: "Esperem por nós"

Nova ameaça à Copa do Mundo traz imagem de Messi aprisionado

Ao longo dos últimos dias, a propaganda do EI para possíveis ataques terroristas durante o Mundial está aumentando, segundo o próprio SITE.

Até por conta disso, a mídia argentina veiculou diversas matérias em que os dirigentes e as autoridades estão muito preocupadas com a segurança de Messi.

De acordo com os jornais locais, já há a preparação de um esquema especial de proteção aos hermanos sendo negociado com o governo da Rússia.