Internacional Após novo tiroteio ligado ao 8chan, fundador pede que site seja fechado

Após novo tiroteio ligado ao 8chan, fundador pede que site seja fechado

Em entrevista ao The New York Times, Frederick Brennan exigiu que o site acabe. 'Não está fazendo nenhum bem ao mundo. É totalmente negativo'

Atirador de El Paso era membro do 8chan e publicou manifesto antes do tiroteio

Atirador de El Paso era membro do 8chan e publicou manifesto antes do tiroteio

Jose Luis Gonzalez/Reuters - 4.8.2019

O criador do site 8chan, o fórum de internet onde se radicalizaram alguns dos responsáveis por massacres com armas de fogo como os ocorridos neste fim de semana no Texas e em Ohio, nos Estados Unidos, exigiu que a página seja fechada em entrevista publicada pelo jornal The New York Times, nesta segunda-feira (5).

"Fechem a página. Ela não está fazendo nenhum bem ao mundo. É totalmente negativo para todos, exceto para seus usuários. E, você sabe de uma coisa? É ruim para eles também. Eles não se dão conta", disse Frederick Brennan, que mora nas Filipinas.

O criador do 8chan, uma versão mais obscura do 4chan, com diversos usuários que se mudaram para lá depois que foram expulsos do fórum anterior, afirmou que toda vez que escuta algo sobre algum tiroteio, corre para investigar se o mesmo tem alguma relação com o site que ele criou e com o qual já não tem qualquer relação.

"Cada vez que ouço algo sobre um tiroteio digo: 'ok, temos que investigar se há alguma conexão com o 8chan'", disse Brennan.

O 8chan surgiu em 2013 como um fórum de internet que aspirava ser a "utopia da liberdade de expressão", mas que se transformou nos últimos meses em foco de atração de extremistas, com vários massacres — como o de Christchurch na Nova Zelândia e o de Poway na Califórnia — anunciados antecipadamente no site.

Este também é o caso do massacre de El Paso, no qual o atiradore de 21 anos, matou 21 pessoas depois de postar um manifesto sobre supremacia branca no site, no qual colocava o foco nas comunidades latinas que vivem nessa cidade no estado do Texas.

O 8chan é conhecido por seus conteúdos que promovem teorias da conspiração e por ser frequentado pelos autodenominados "incels" (celibatários involuntários) que afirmam não ter relações sexuais com mulheres por culpa delas.

Brennan, que se locomove em cadeira de rodas devido a uma doença, deixou de trabalhar no site no ano passado, depois que passou o bastão para um veterano da marinha americana, Jim Watkins, que dirige o fórum junto com o filho.

"Tentei entender diversas vezes porque ele continua com isso e não consigo. Depois de Christchurch, depois do tiroteio na (sinagoga) Árvore da Vida (em Pittsburgh), e agora depois deste tiroteio. Eles acham que é muito engraçado", disse Brennan sobre os administradores do site.

Além disso, o fundador do 8chan advertiu que o fechamento do fórum "não evitará totalmente que esses eventos ocorram", mas disse que os mesmos "não aconteceriam a cada dois meses".

Uma das companhias que prestam serviço ao 8chan, a Cloudfare, anunciou na sexta-feira que estava cortando totalmente seus vínculos com o fórum devido à percepção de que o mesmo é um ambiente de extremismo violento que ignora as queixas sobre os conteúdos divulgados em sua plataforma, ao contrário de outras redes como Facebook e Twitter.

"Se vemos algo ruim no mundo e podemos ajudar a combater, temos a obrigação de fazê-lo", disse o executivo-chefe da companhia com sede em San Francisco (EUA), Matthew Prince.

Últimas